Sexta-feira, 4 de Agosto de 2006

VOAR VOAR 01

 

Click for Curitiba, Brazil Forecast

  

pomo2.gif

  

  

  

  

  


esquecendo-me quem sou,
sinto na leveza de um corpo
e no olhar dum rosto anónimo
ansiedade, medo e melancolia.

Caminhamos de mãos dadas.
Solto os meus cabelos ao vento
e juntos saboreamos o silêncio,
mergulhamos num mar de flores
banhados pela suavidade luar.
Sou a tua cúmplice no tempo vazio.

Colori as minhas esperanças
de te fazer feliz.

Abro os olhos ao meu redor
vejo tudo vazio.

Sonho, sonho meu...

singularidade

¸.•´¸.•*´¨) ¸.•´¸.•*´¨)
(¸.•´ (¸.•`
¸.•´
( ´•.¸
´•.¸ )
¸.•)´
¸.•´
( ´•.¸
´•.¸ )
¸.•)´

Abraços significam amor para alguém com quem realmente nos importamos.....
para nossos avós ou nossos vizinhos, ou até mesmo para um ursinho amigo......
Um abraço é algo espantoso... é a forma perfeita de mostrar
o amor que sentimos, mas que palavras não podem dizer.
E abraços não precisam de equipamentos, pilhas ou baterias especiais...
É só abrir os braços .

tags: ,
publicado por cm30ativo às 14:03
link do post | favorito

EMOTICON EMOTICON 01 01

CE/DP Stealer 4 supports these languages!

EZ Emoticons - Awesome Emoticon add-on for MSN Messenger 6 and 7!  CE/DP Stealer - Steal Emoticons and Display Pictures from your MSN Contacts!  NEW animated emoticons for MSN Messenger 7!  Funny Display Pictures for MSN Messenger!

new emoticons for MSN Messenger

  • Download free Bad Boys emoticon pack

  • Click to download 50 free girlie emoticons for MSN Messenger

  • Download Bad Boys Emoticon Pack

  • Download Expressions emoticon pack

  • Amazing animated emoticons

  • MSN Emoticons Set 1 | MSN Emoticons Set 2 | MSN Emoticons Set 3

     MSN Emoticons Set 4 | MSN Emoticons Set 5 | MSN Emoticons Set 6 

     MSN Emoticons Set 7 | MSN Emoticons Font Patch

    publicado por cm30ativo às 11:56
    link do post | favorito

    FILOSOFIA FILOSOFIA 01

     

     

    «[…] acreditamos que as receitas só servem como orientações que possibilitam um trabalho criativo de quem as utiliza. […] um cozinheiro nunca se tornou bom repetindo mecanicamente as receitas que estudou, mas sim tomando-as como base da sua experiência, ao mesmo tempo que as transforma e recria continuamente. O único sentido das receitas é que sintetizam uma criação (ainda quando o fazem de um modo imperfeito) e servem, por sua vez, como base para uma nova criação.»

     

     Artigos de opinião sobre a educação em geral e sobre o ensino da filosofia em particular

    A função social da Educação

    Qualquer reflexão acerca da qualidade do ensino de uma dada disciplina pressupõe uma determinada concepção sobre a função da educação em geral. Ainda que não tenhamos consciência dela, esta concepção é o nosso ponto de referência para a elaboração de juízos de valor acerca da boa ou má qualidade do ensino de uma disciplina.  Ler mais

    Pressupostos gerais do programa de Filosofia 10/11º anos

    A lei de bases do sistema educativo estabelece que a educação deve ter como finalidades gerais a formação de indivíduos autónomos, críticos, capazes de intervir activa e construtivamente na sociedade. Verificamos, então, que está patente, nas orientações para o ensino em geral, não apenas a indicação de que se deve transmitir um conjunto de conhecimentos destinados a serem usados de forma mecânica para o cumprimento de determinadas funções, mas está presente sobretudo a preocupação em valorizar o indivíduo enquanto possuidor de capacidade para, a partir da formação que lhe é dada, se desenvolver como ser autónomo, capaz de reflectir e agir criticamente sobre a realidade em que se insere. Ler mais

    Relação programa-professores-manuais-alunos: unidade ou diversidade?

    Ao analisarmos o programa de introdução à filosofia, apercebemo-nos, em primeiro lugar, que se trata de um programa totalmente temático, não havendo nele nenhuma referência a autores ou obras filosóficas, a não ser na bibliografia final, recomendada aos professores para a sua própria formação e não necessariamente para a leccionação. O facto de ser temático tem como pressuposto que o estudo da filosofia deve incidir sobre a abordagem de problemas, incentivando, assim, ao pensamento crítico e contrariando a ideia de que esta disciplina consiste apenas num estudo daquilo que os filósofos escreveram. Ler mais

    A importância da avaliação para um ensino de filosofia com qualidade.

    Uma das formas que se constitui assumidamente como garante de justiça na educação é a avaliação. Enquanto meio para apreciação do desempenho escolar do aluno, a avaliação constitui-se como o suporte de todo o sistema escolar. Conforme nos diz José Augusto Pacheco, «A avaliação em geral e os exames em particular têm a função de credibilizar a escola perante a sociedade, reforçando o papel de certificação na hierarquização dos sujeitos.»    Ler mais

    O contributo do método socrático para um ensino de qualidade em filosofia

    Para que exista um ensino de qualidade nesta disciplina é necessário, como já vimos, que os conteúdos e competências fomentados promovam o desenvolvimento da autonomia dos alunos. Então, podemos legitimamente perguntar-nos de que modo se poderão concretizar esses objectivos que estão subsumidos no conceito de educação. Ora, o método que nos parece mais adequado a esta exigência é o chamado método socrático ou método da descoberta. Ler mais

    Do pensamento mítico para o pensamento reflexivo dos primeiros filósofos

    A Filosofia surge do esforço do homem em perceber quem é, o mundo onde está, enfim a vida.

    O homem do mito já não aceita o acaso e esforça-se para perceber a realidade, ainda que de forma não racional. Desta forma, o pensamento reflexivo dos primeiros filósofos, os pré-socráticos, surge de evoluções ocorridas na sociedade. Nesta evolução, de um pensamento mítico pré-reflexivo para a fase incipiente da Filosofia, não há uma linha que separe linearmente os pensamentos. Mas um período onde se registam avanços e a partir do qual se parte para um pensamento cada vez mais racional, numa transição progressiva e gradual.

    A poesia de Homero e de Hesíodo, as doutrinas dos mistérios (orfismo) e as afirmações/sentenças dos sete sábios fazem parte da fase incipiente da Filosofia. Por exemplo, sobre o Ilíada e a Odisseia, poesias de Homero, a visão mítica, imaginada e sacralizada, não é exclusiva e embora dominante assiste-se à infiltração da racionalidade na medida em que o homem começa a ganhar independência em relação às forças sobrenaturais.

    Não há uma ruptura total entre o pensamento mítico e o pensamento dos primeiros filósofos. Mantém-se, como principal problema, a passagem do Caos ao Cosmos no qual se tenta perceber o mundo através de uma ordem. O princípio ordenador embora já não seja um Deus ainda há na explicação a presença do sobrenatural.

    O pensamento grego pré-socrático

    É um pensamento que valoriza a compreensão racional e lógica, tomando como objecto a natureza.

    O problema da passagem do Caos ao Cosmos mantêm-se nas cosmologias destes filósofos gregos. Há uma procura do arqué (princípio primeiro) de tudo quanto existe, de explicar o mundo. Resolver o problema da origem de mundo.

    Na procura pela necessidade do saber, as respostas mitológicas deixam de satisfazer estes homens. O mito perde a verdade nas suas respostas, pois o homem apreende o mundo que o rodeia de uma forma cada vez mais racional. Neste pensamento pré-socrático o sobrenatural perde o princípio ordenador do real para o monismo (substância material única). Passa a haver um interesse pela natureza como elemento concreto. Regista-se uma tendência para entender a realidade de uma forma bipolar. A cada conceito há outro que é oposto.

    Conhecer o real é conhecer a essência das coisas, para além da aparência. Abordar os problemas de uma forma racional e não ver o mundo pelos sentidos. Só o real prevalece e é comum a todas as coisas. à percepção da multiplicidade de seres em constante evolução procura-se por um princípio comum.

    O Pitagorismo

    O Pitagorismo, fundado por Pitágoras, relaciona-se com uma escola de sábios e filósofos e também com uma seita religiosa. Para os Pitagóricos "tudo é número" e consideravam que a essência das coisas estava nos números.

    Principais teses do Pitagorismo
    As principais teses do pitagorismo são a tese cosmológica, na qual se afirma que tudo é número e a tese psicológica, metempsicose, que trata sobre a imortalidade, reencarnação e libertação da alma.

    A teoria pitagórica acerca da alma
    Para os pitagóricos a alma tem uma origem divina e é imortal. Uma falta nessa existência atira-a para fora do mundo divino. O corpo humano, animal ou vegetal é uma prisão para a alma. Para voltar à vida divina tem de expiar as suas faltas em sucessivas transmigrações em corpos. Tem de desprezar as coisas relacionadas com o corpo e os bens materiais até se purificar e ser considerada digna de ser libertada da condição corpórea.

    Heraclito

    Heraclito vê o mundo como algo dinâmico. Para ele "tudo nasce da luta". Tudo está em permanece devir, um contínuo conflito de contrários.

    O devir não é caótico, existe no ser e neste se operam as transformações. Pois apesar de todas as variações mantém-se a identidade. Entre os contrários existe uma luta constante que gera harmonia. Cada contrário vem do seu contrário, por exemplo, o frio do quente e vice-versa e nenhum deles prevalece sobre o outro. A identidade é latente da diferença e esta existe na identidade, por mais mudanças que se registem estas não são caóticas. Por exemplo, um rio que passa por baixo de uma ponte a água, como "partes", passa mas mantém-se o elemento rio. O devir garante uma unidade dinâmica do mundo.

    Pirâmide de Maslow

    Para Maslow, as necessidades do ser humano estão organizadas numa hierarquia. Atendendo à pirâmide de Maslow: as necessidades de um nível têm de ser satisfeitas para que as necessidades do nível seguinte se manifestem como determinantes da acção.

     
     
  • Necessidades de auto-realização: relacionam-se com a realização do potencial de cada um, com a concretização das capacidades pessoais;
  • Necessidades de estima: Expressam-se através do desejo de realização e de possuir competência, estatuto e desejo de reconhecimento;
  • Necessidade de afecto e pertença: manifesta o desejo de associação, participação e aceitação por parte dos outros nas relações que o indivíduo estabelece;
  • Necessidades de segurança: manifestam-se na procura de protecção relativamente ao meio através de vestuário e abrigo, a um ambiente estável e não hostil;
  • Necessidades fisiológicas: estas necessidades dominam o comportamento humano e são exemplo a fome, sede, sono e desejo sexual.
  • Lógicos Portugueses (Século XX)

    Uma promessa vazia

    Numa das obras mais fantásticas e ilógicas da literatura do século XIX, os Cantos de Maldoror, de Lautréamont, encontra-se um elogio ao pensamento rigoroso da matemática: «Ó severa matemática, eu não te esqueci desde que as tuas sábias lições, mais doces do que o mel, se infiltraram no meu coração como uma onda refrescante»
    (1). É precisamente o facto de este elogio se encontrar nos antípodas do espírito dos Cantos que toma o leitor de surpresa. O rigor da matemática é exactamente o contrário do discurso fantástico. É esta surpresa que é importante isolar desde o primeiro momento de uma visão panorâmica da lógica em Portugal no século XX. A comparação é plausível: o pensamento filosófico português está para o tom dominante dos Cantos assim como os raros pensadores portugueses que se dedicaram à lógica estão para o elogio da matemática, mais doce do que o mel. O pensamento filosófico português tem pequenas gemas lógicas escondidas numa vasta ganga de pensamento nada, pouco, ou, mesmo, militantemente anti-lógico. Daí a surpresa pela presença de lógicos num pensamento tradicionalmente afastado da lógica e pela ausência de um número significativo de obras lógicas. O paradoxo transmitido pela conjunção de presença e de ausência é claro nas falsas partidas de uma investigação lógica no País. A quantidade interessante de pequenos textos publicados transmite a ideia que no século XX português existiu um grupo de pessoas empenhadas em se informarem do melhor que a investigação estrangeira oferecia mas que enfrentaram uma atmosfera intelectual hostil à lógica. Os textos foram publicados, os autores existiram, mas o resultado final não é de modo algum uma onda refrescante que se possa albergar no coração.

    Não foi feliz o destino da lógica no pensamento filosófico português do século XX. A herança prestigiosa de Pedro Hispano e dos Conimbricenses não teve sucessores. Nada semelhante ao valor destes autores nas respectivas épocas e nada semelhante à projecção internacional que justamente mereceram foi alcançado pelos poucos professores de filosofia, e, poder-se-ia acrescentar, pelos matemáticos ou pelos engenheiros que se ocuparam de temas de lógica. Se um autor como João de S. Tomás continua a merecer a atenção de estrangeiros
    (2) pelo interesse das suas análises de lógica temporal, e se o matemático Dantas Pereira continua a atrair a atenção erudita (3) por se ter ocupado em 1800 de um dos capítulos mais curiosos do passado da lógica, o problema da língua perfeita e o projecto de tradução automática das línguas naturais por intermédio de um algoritmo simples, é difícil encontrar algum texto português de lógica escrito por pessoas de formação filosófica no século XX que ultrapasse o nível de conhecimentos introdutórios da disciplina.

    A audiência filosófica mais importante de qualquer país - os que frequentaram cursos superiores de filosofia - tem em Portugal deficiências enormes e é muito difícil encontrar algum licenciado num curso superior de filosofia português que domine um nível mínimo
    de conhecimentos de lógica. Se o mais frequente nos programas superiores de lógica são as banalidades historiográficas que qualquer manual pode oferecer, o mais raro é encontrar docentes a leccionar os quatro pilares mais importantes dos estudos de iniciação à lógica: a teoria da argumentação, o cálculo proposicional, o cálculo de predicados e a lógica modal. Um nível de conhecimentos suficiente raramente é alcançado e o clima geral nas faculdades de letras que leccionam cursos de filosofia é o de uma enorme dificuldade em promover programas actualizados, em defender teses em lógica (a falta de orientadores de tese é paralela à falta de professores especializados para a constituição de júris), em organizar bibliotecas de apoio e em desenvolver projectos de investigação em que a lógica seja uma componente importante. Alguém que queira trabalhar em ética com ferramentas de lógica deôntica, em teoria do conhecimento com ferramentas de lógica epistémica, ou em filosofia da linguagem com ferramentas de semântica formal dificilmente encontrará recursos académicos para isso.

    Apesar de existirem excepções a este panorama (Edmundo Curvelo é a figura mais notável), o que caracteriza positivamente a produção lógica dos pensadores portugueses do século XX é a intenção em divulgar alguns capítulos importantes da lógica (separação da lógica clássica em relação à lógica simbólica, relações entre linguagem natural e estruturas lógicas do pensamento, cálculo proposicional) e a elaboração de compêndios e textos didácticos. Infelizmente, o que caracteriza negativamente a lógica contemporânea portuguesa em filosofia é a pouca criatividade, a desactualização temática e a utilização frequente do simbolismo lógico como uma roupagem inútil e decorativa. Apesar da gravidade em subscrever um juízo excessivamente geral (cometer o sofisma da generalização apressada não é um perigo a olvidar), é correcto afirmar que pouco de interessante foi feito em lógica por pensadores portugueses do século XX. Apesar de os pensadores técnicos e matemáticos dominarem um nível de conhecimentos em lógica mais especializado, em muito superior a um nível de conhecimentos introdutórios, não é claro que nas suas obras esteja presente verdadeira criatividade.

    A surpresa com o pouco que se alcançou na investigação da lógica em Portugal no século XX aumenta se for considerado o exemplo brasileiro. A diferença entre a produção portuguesa em lógica e a produção brasileira é dramática. No que diz respeito à lógica, o espaço lusófono não é homogéneo. É perfeitamente defensável considerar o engenheiro e matemático Newton da Costa o melhor lógico de língua portuguesa do século XX. Existe muito a favorecer esta avaliação: uma criatividade excelente manifestada na criação de lógicas paraconsistentes, de que é um dos fundadores e uma autoridade mundial, a publicação assídua de obras nos principais meios de divulgação de ideias de lógicas (revistas com exigentes critérios de publicação, cursos universitários, conferências internacionais), uma ampla projecção internacional e a constituição de uma escola dinâmica de lógica brasileira (Ayda Arruda, Elias H. Alves). Infelizmente para os estudiosos portugueses, Newton da Costa é brasileiro e não pode ser incluído numa hipotética História do Pensamento Filosófico Português.

    Da mesma forma nela não podem ser estudados os matemáticos portugueses que se dedicaram à lógica e que alcançaram um elevado nível criativo e constam do inventário de referência neste campo - a Bibliografia-O de Lógica Matemática (Müller et al., 1987). Encontram-se neste caso aqueles que são os melhores lógicos portugueses, António Aniceto Monteiro (Angola, 1907, Argentina, 1980) e Hugo Baptista Ribeiro (1910-1988), bem como José Ribeiro de Albuquerque, José Morgado e Constantino de Barros. É significativo que nenhum filósofo português esteja presente nessa bibliografia do Grupo-O. Se os matemáticos honraram a inteligência portuguesa em lógica, o mesmo não pode ser afirmado dos pensadores filosóficos. Numa obra paralela de referência geral sobre a lógica filosófica, o Handbook of Philosophical Logic (Gabbay e Guenthner, 1983-89), nenhum português é indicado. Mesmo alguns países com os quais Portugal pode ser comparado na produção filosófica relativamente afastada das principais problemáticas da filosofia contemporânea produziram lógicos de nível mundial. Pense-se nas riquíssimas escolas de lógica polaca, finlandesa e holandesa. O estudioso distraído que pense encontrar entre os filósofos portugueses algum vulto com a grandeza de um Church, de um Gödel, de um Turing, de um Quine, de um Gabbay ou de um Newton da Costa está completamente equivocado. A grande lógica apenas aparece quando se atravessa a fronteira.

    A honra de introduzir a lógica simbólica no discurso filosófico português do século XX pertence a Francisco Vieira de Almeida. O mérito é grande, tal como é grande a surpresa do estudioso ao verificar o vasto número de textos deste autor sobre assuntos muito diferentes da lógica. Vieira de Almeida consegue demonstrar pela sua obra que não existe incompatibilidade entre um pensamento cativado pelos assuntos tradicionais da reflexão filosófica e um pensamento militante em lógica. A primeira obra em que é clara a presença de temas lógicos e a utilização de notação simbólica é a sua dissertação de concurso à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa - A Impensabilidade da Negativa (1922, 1972, 1986). Esta obra enferma de uma estrutura que não seduz facilmente o leitor. O tema não é apresentado com clareza mas nas pinceladas largas que caracterizam habitualmente o ensaísta dotado e o professor brilhante . Todo o texto teria beneficiado de uma extensa revisão editorial. Alguns aspectos da retórica do texto poderiam ter sido atenuados, sobretudo o infeliz carácter programático que o autor confere ao texto: «estou apenas a indicar o caminho que procurarei seguir em estudos ulteriores», «designar pontos de referência para trabalho futuro», «mostrar o espírito geral da série de estudos, iniciada por este trabalho». Procurar isolar o fio do argumento é, pois, uma tarefa difícil. A originalidade temática deste texto e as inovações lexicais da língua filosófica em português que introduz faz valer, todavia, o esforço de leitura. O campo temático é sedutor: o estatuto do negativo, o nada, o impossível, o impensável, o insolúvel, o incrível, o inconcebível, o irrepresentável, o absurdo.

    O ensaio inicia-se com uma discussão sobre a natureza da filosofia. Este assunto não é meramente decorativo e inócuo porque Vieira de Almeida coloca os problemas filosóficos como início de uma reflexão sobre as formas de solução próprias da investigação racional. A concatenação do argumento é fluida e convincente. Quais os problemas de que se ocupa a filosofia? Quais os problemas que a filosofia compartilha com a ciência? Qual a forma de solução dos problemas filosóficos? O facto de alguns problemas filosóficos reaparecerem frequentemente faz nascer a dúvida sobre as soluções propostas anteriormente para os mesmos e sobre as capacidades racionais humanas para os solucionar definitivamente. O que é um problema insolúvel? Vieira de Almeida responde a esta questão com grande força mas sem retirar todas as consequências do seu próprio ponto de vista. Problema insolúvel é aquele em que a insolubilidade foi demonstrada. Este é um assunto estranho para a racionalidade humana. Qual o significado da expressão 'demonstrar que não se pode demonstrar'? Soluções recentes a questões deste tipo sublinham a dimensão histórica dos problemas filosóficos. Assim, a pergunta famosa que o filósofo inglês Colin McGinn faz sobre um dos problemas mais difíceis da filosofia ocidental - «Podemos solucionar o problema mente-cérebro?» - tem as seguintes respostas: é significativo que o problema não tenha sido resolvido durante séculos e, como consequência, é legítimo afirmar que o problema não pode em absoluto ser alguma vez solucionado devido às limitações cognitivas da mente humana. Em 1922 Vieira de Almeida não se apercebe da explosiva fecundidade teórica que o seu génio esboçou em traços largos. Que a razão humana possua no seu interior paradoxos que resistem à análise é algo semelhante a afirmar que um cego vê, ou que o que vê está cego, que o que anda está parado ou que o que está parado anda. É compreensível que Vieira de Almeida não retire consequências do paradoxo que equacionou. O pensamento das primeiras décadas do século é excessivamente optimista e precisaria de Kurt Gödel, da física quântica e dos desaires da razão na segunda guerra mundial para aumentar o realismo sobre as suas capacidades. A noção de intratabilidade teórica dos problemas intelectuais ainda estava a ser edificada. Perante o paradoxo, Vieira de Almeida opta por uma administração do mesmo, mais do que dele retirar as consequências.

    A insolubilidade pode ser parte do problema como entidade lógica ou ser parte dos dados do problema. No primeiro caso, demonstra-se logicamente que o problema é insolúvel (ao modo da demonstração da quadratura do círculo); no segundo caso, procurar-se-á descobrir se o que impede a solução é algum dado concreto ou a inadequação entre os dados concretos e as construções problemáticas. Vieira de Almeida propõe uma interessante tipologia dos problemas racionais. O grupo dos problemas divide-se entre quatro categorias principais. Aos problemas de facto correspondem formas de solução dependentes da experiência e da investigação concreta. Aos problemas de relações directas correspondem soluções de auto-observação, investigação e construção. Aos problemas de relações puro-abstractas correspondem soluções de cálculo sobre entidades racionais. Aos problemas de relações duplas correspondem soluções de elaboração lógica de dados. A ordem de dificuldade destas categorias de problemas é clara: a terceira e a primeira categorias obtêm frequentemente solução; a dificuldade é maior para a segunda e para a quarta categorias.

    Procurar descobrir porque é que uma área de vanguarda do pensamento filosófico e aquela que está na base de algumas das construções intelectuais mais poderosas do século XX (computação, matemática, teoria de sistemas, ciência cognitiva) ficou menosprezada na cultura portuguesa e no ensino secundário e superior do país é empreender uma viagem dolorosa. A causa maior da dor reside na verificação que em meados do século nada faria prever uma avaliação final tão negativa dos resultados alcançados. Os sinais eram prometedores. Os anos quarenta e cinquenta revelam um entusiasmo pela lógica muito grande. Assim, o astrónomo, matemático e historiador da matemática Pedro José da Cunha mostrou interesse pela lógica ainda nas primeiras décadas do século e chegou a publicar um estudo sobre teoria dos conjuntos (como se sabe, é difícil promover qualquer início de estudos em lógica sem noções de teoria de conjuntos).

    A revista Portugaliae Mathematica, desde o primeiro volume de 1937, publicou assiduamente artigos de lógica de autores nacionais (António A. Monteiro, Hugo B. Ribeiro, José Morgado, José Ribeiro de Albuquerque) e de grandes vultos estrangeiros (John von Neumann, Alonzo Church, Haskell B. Curry, Patrick Suppes e outros). Desde os primeiros volumes, a Revista Portuguesa de Filosofia promoveu com regularidade artigos de divulgação da lógica contemporânea, desde 1947, com Cassiano Abranches, mas, sobretudo, com uma importante série de artigos de Vitorino de Sousa Alves. Professores dedicados defenderam dissertações universitárias sobre assuntos lógicos (Arnaldo de Miranda Barbosa, em Coimbra, e Curvelo, em Lisboa). Edmundo Curvelo, assistente na Faculdade de Letras de Lisboa do influente e muito dotado Francisco Vieira de Almeida, dedicou uma parte substancial da sua obra à divulgação da lógica simbólica em textos de nível universitário, e, para além de escrever obras lógicas de maior fôlego e criatividade (Multiplicidades Lógicas Discretas, 1947, Os Princípios da Logificação da Psicologia, 1947) e de revelar uma informação extraordinária do que se fazia além-fronteiras, dedicou-se com grande empenho e sucesso a um dos aspectos mais difíceis e meritórios da lógica - a didáctica de noções elementares. A elaboração que fez de textos cativantes e introdutórios (A Bomba Atómica, a Tabuada e o mais que adiante se verá, 1946, O Resto da Bomba Atómica, 1946, Os Paradoxos de Mestre Xis. Paradoxos Lógico-Matemáticos, 1947) coloca-o numa vasta tradição de grandes lógicos estrangeiros com preocupações na didáctica da lógica, de Charles L. Dodgson, mais conhecido pelo pseudónimo literário de Lewis Carroll, até Raymond Smullyan.

    Em meados do século, mesmo autores que não é fácil associar imediatamente com o pensamento lógico, como Délio Nobre dos Santos, chegaram a publicar artigos de lógica. O grande matemático José Sebastião e Silva chegou a fazer palestras de introdução à lógica a professores do ensino secundário que se tornaram posteriormente em textos de grande qualidade para o ensino inicial de lógica (Introdução à lógica simbólica e aos fundamentos da matemática, 1959). A presença do grande historiador Vitorino Magalhães Godinho na história do pensamento lógico português não deixará de surpreender o estudioso mais desprevenido. O que justifica a referência a Magalhães Godinho é o facto de a sua dissertação de licenciatura em 1940, Razão e História (Introdução a um Problema), se ocupar com grande qualidade (para um texto produzido no final de uma licenciatura) de aspectos do pensamento científico e lógico. A isto seguiu-se a publicação de uma obrinha de divulgação, em 1943, Esboços sobre alguns problemas da lógica. A segunda parte deste livro, de maior densidade teórica, foi reimpressa de forma independente no volume IV dos seus Ensaios, Humanismo Científico e Reflexão Filosófica, com o título genérico Alguns Problemas de Formalização. Alguns autores de geração mais nova têm mantido continuamente a produção de textos introdutórios de grande nível (Augusto Franco de Oliveira, Lógica e Aritmética. Uma Introdução Informal aos Métodos Formais, 1991) e de artigos sobre aspectos da lógica moderna (como a colectânea de artigos publicados durante muitas décadas de Vitorino de Sousa Alves, Ensaio de Filosofia das Ciências, 1998). Apesar de em número reduzido, a atmosfera do estudioso de lógica em língua portuguesa beneficiou também de algumas traduções de qualidade de importantes textos de referência, nomeadamente de William e Martha Kneale, Gödel, Jean Chavineau, Jean-Blaise Grize, Marcel Boll, Ambrogio Manno (sobre filosofia das matemáticas), Alain Badiou (sobre epistemologia das matemáticas), Alexandra Guetmanova e Jacques d'Hondt.

    Perante isto, a surpresa pelo nível insuficiente da lógica portuguesa torna-se maior. Se existiram personalidades notáveis que ocuparam parte da sua produção intelectual com a constituição de um terreno fértil para que gerações mais novas pudessem usufruir de recursos de introdução à lógica na sua língua materna, qual a razão porque não tiveram continuidade esses esforços? Se da parte dos matemáticos a questão não se põe de um modo tão incisivo nem, em geral, da parte dos mais recentes cientistas da computação, o mesmo não pode ser verificado nos pensadores filosóficos. É surpreendente a ausência de reflexão e debate sobre as linhas que marcaram a lógica neste século: a obra de Gödel, a filosofia da matemática, a redescoberta da lógica temporal por Arthur Prior, a noção de computação, a lógica modal, etc. A noção de computação é exemplar a este respeito. Como é possível que um dos assuntos de maior fecundidade intelectual (na filosofia da mente e do conhecimento, na matemática, na linguística, na ciência cognitiva e, obviamente, na lógica) não merecesse a atenção dos que se dedicavam à lógica em Portugal? Qualquer destes exemplos não é de importância menor. É óbvio que em todas as áreas científicas existem assuntos que não são cultivados em determinado país. Esta é uma verdade da divisão do trabalho intelectual. Não é esse o ponto a argumentar. Para que o estudioso compreenda o significado de um pensamento filosófico nacional que não dedicou uma única página interessante à noção de computação e aos outros exemplos de linhas de investigação contemporânea em lógica, terá de imaginar um mundo absurdo em que os físicos do século XX investigassem sem atribuir qualquer importância à relatividade ou à física quântica ou em que os matemáticos vivessem contentes consigo mesmos sem a análise matemática. Um pensamento filosófico que produziu ensaístas notáveis noutros campos de reflexão, seja pela originalidade temática, seja pela força dos argumentos, seja pela informação rica daquilo que se faz além-fronteiras (pense-se, numa escolha puramente ilustrativa, na teoria da sexualidade, em O Amor Místico, de Sílvio Lima, de 1935, ou na epistemologia, o Tratado da Evidência, de Fernando Gil, de 1996), deu-se a si mesmo o luxo problemático de viver sem a grande lógica que se fazia no estrangeiro.

    Um nome importante do pensamento português deste século, Álvaro Ribeiro, chega a mostrar algum menosprezo pela lógica na sua obra O Problema da Filosofia Portuguesa: «A pretensa lógica formal ... tem sido uma extensão abusiva e errónea que conduz fatalmente ao discurso escolástico». Uma característica do percurso da lógica pelo pensamento português não é apenas a da ausência. Se fosse esse o quadro geral, a terapia seria fácil. O drama intelectual que se vive em Portugal é o de existirem muitas personalidades influentes na vida académica e cultural em ostensiva luta contra o pensamento informado pelas ciências e contra uma noção de filosofia como vanguarda da investigação em muitos assuntos promovidos no século XX. É de um modo geral desconhecido o papel que a filosofia tem em lógica, em ciência cognitiva e em ciência da computação. Continua a ser motivo de surpresa para muitos pensadores portugueses que o papel da filosofia não seja um papel menor, muito pelo contrário. Dir-se-ia que continua a ser de bom-tom subscrever textos vagos e nebulosos. São possíveis muitas leituras deste fenómeno, mas uma característica importante a não olvidar são as palavras amargas de todos quantos quiseram investigar em português em lógica: carreiras feitas fora de Portugal (A. A. Monteiro, Hugo B. Ribeiro), doutoramentos feitos no estrangeiro devido a uma completa ausência de orientadores, dificuldade em trocar ideias e em desenvolver grupos de discussão, departamentos de filosofia com pouco interesse em lógica (a alteração do nome desses departamentos para Departamentos de Lógica e Filosofia talvez aumentasse o interesse pela melhoria da situação e a responsabilidade civil e intelectual das universidades!), recurso desesperado por parte das faculdades a docentes menos habilitados para leccionar lógica, devido a um reduzido número de interessados, concursos para lugares de lógica que ficam por preencher, teses feitas sobre os aspectos mais fáceis ou historiográficos da lógica, cursos de informática e de matemática em que a lógica pura é tratada de modo muito insuficiente, etc.

    Felizmente para o pensamento português, a grande abertura da sociedade portuguesa ao estrangeiro, o aumento da população universitária e a constituição de grupos de interesse e de investigação em lógica, em filosofia analítica, em filosofia da mente, em linguística e em inteligência artificial têm promovido iniciativas de mérito para a divulgação da lógica. Alguns sintomas agradáveis do interesse recente pela investigação em lógica são os colóquios em honra de Hugo Ribeiro (Instituto Superior Técnico, 1989) e de António Aniceto Monteiro (Universidade de Évora, 1998), bem como a passagem por Portugal de uma importante iniciativa periódica da European Foundation for Logic, Language and Information (a Fifth European Summer School in Logic, Language and Information, de 16 a 27 de Agosto de 1993, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa). A introdução de um pequeno capítulo de lógica simbólica nos programas de filosofia do ensino secundário durante os anos noventa constituiu a satisfação a uma exigência há muito sentida. (Infelizmente, as observações negativas que Manuel dos Santos Lourenço fez nos anos sessenta ao ensino da lógica no liceu continuam pertinentes.) Será longa a espera de resultados desta presença da lógica nos programas porque ao mesmo tempo que se ensinam as novas gerações também se deveria ter ensinado as velhas gerações dos que ensinam através de cursos de impacto forte. Mais importante do que estas iniciativas localizadas é o aparecimento de uma licenciatura na Universidade de Lisboa em Engenharia da Linguagem e do Conhecimento. Este curso é vocacionado para a linguística computacional e para informática mas é um modelo do que as licenciaturas em filosofia poderiam fazer para aumentar o peso da lógica na estrutura curricular. Grupos de investigação e programas de mestrado e doutoramento com uma forte componente lógica outorgam um saudável e seguro aspecto institucional a uma linha de trabalho ainda muito frágil no País (por exemplo, o Grupo de Lógica e Computação, de Amílcar Sernadas e, na filosofia, o trabalho de João Branquinho). É com estes sinais prometedores, que a distância temporal ainda não permite perspectivar com segurança, inventariar com detalhe e muito menos avaliar com justiça, que será interessante fazer uma viagem a uma promessa por cumprir do pensamento português do século XX - a lógica.

    Algumas palavras para delimitar as fronteiras das considerações que o estudioso da lógica portuguesa deverá ter em mente ao ler as referências abaixo inventariadas, marcos miliários obrigatórios para uma viagem à lógica portuguesa contemporânea (a nosso conhecimento, o mais completo inventário de obras lógicas portuguesas deste século).

    1. Apesar de só existir uma lógica e de ser amplamente conhecida a dificuldade em classificar os autores que nela trabalham (Turing deve ser considerado matemático ou lógico? Os Principia Mathematica de Whitehead e de Russell são um momento da história da matemática ou são um monumento da grande filosofia europeia? A lógica temporal de Prior é uma mera continuação dos paradoxos gregos da batalha naval ou uma porta aberta para as aplicações computacionais de Dov Gabbay? A teoria das situações de Barwise é uma obra de lógica, uma teoria da mente ou, novamente, um capítulo das ciências da computação?), o critério a adoptar deverá ser muito claro: apenas considerar os autores segundo as suas formações intelectuais ostensivas. Assim, os objectivos de um Hugo Ribeiro são diferentes dos objectivos de um Edmundo Curvelo, sendo certo que ambos dominam com mestria a lógica do século XX.

    2. É um hábito terrível na história de um assunto intelectual dedicar um peso excessivo à influência estrangeira. Assim, como não são as ideias estrangeiras que estão em causa mas o que os autores portugueses fizeram delas, deverá ser dado relevo à construção argumentativa e à análise detalhada dos textos desses autores. Só com uma atenção de pormenor àquilo que efectivamente foi produzido será possível traçar um quadro geral da lógica no pensamento filosófico, matemático e técnico português.

    3. O espírito geral que caracteriza as referências feitas abaixo já foi descrito. Se os dados do problema são estes, é importante começar a pensar nas terapias. Uma já foi avançada: alteração do nome dos departamentos de filosofia. Muitas outras podem ser propostas: aumento dos programas de lógica nas licenciaturas, programas de doutoramento exclusivos para lógica, reforço conspícuo da lógica no ensino secundário (seja em filosofia, seja em matemática, onde a situação também não é brilhante). Os amantes da lógica sabem que a razão está do seu lado; falta, pois, convencer os mais distraídos.

    Notas
    A tradução - excelente - é de Pedro Tamen (Lisboa, Moraes, 1979), p. 85.
    Apenas como ilustração, ver Peter Øhrstrøm e Per F. V. Hasle, Temporal Logic: From Ancient Ideas to Artificial Intelligence (Dordrecht, Kluwer Academic Publishers, 1995), p. 42.
    J. M. Curado, «A utopia linguística de Dantas Pereira: da escriptura pasigraphica à impossível língua perfeita», Diacrítica, 11 (1996), pp. 409-497.
    Para que não seja ambígua a noção de nível mínimo de conhecimentos em lógica, o recurso a alguns exemplos de manuais muito divulgados em estudos de lógica no estrangeiro é importante para precisar o conceito: Harry J. Gensler, (1990). Symbolic Logic: Classical and Advanced Systems (Englewood Cliffs, N. J., Prentice Hall, 1990); Jerome Malitz, Introduction to Mathematical Logic (Berlin, Springer Verlag, 1979); Barbara H. Partee, Alice ter Meulen e Robert E. Wall, Mathematical Methods in Linguistics (Dordrecht, Kluwer Academic Publishers, 1993); John E. Nolt e Dennis A. Rohatyn, Schaum's Outline of Theory and Problems of Logic (New York, McGraw-Hill, 1988). Muitos outros poderiam ser nomeados.
    Para uma panorâmica geral da produção lógica brasileira, ver as antologias seguintes: A. I Arruda, R. Chuaqui e N. C. A. da Costa, eds., Mathematical Logic in Latin America (Amsterdam, North-Holland, 1980); C.E.L.I.J.S. da Universidad de Carabobo, Venezuela, Antologia de la Lógica en America Latina (Madrid, Fundación Banco Exterior, s/d); e Walter A. Carnielli e Luiz Carlos P. D. Pereira, eds., Logic, Sets and Information: Proceedings of the Tenth Brazilian Conference on Mathematical Logic (Campinas, Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência, 1995). As Brazilian Conferences in Logic, iniciadas em 1977, são a melhor produção da lógica brasileira. Um nível de qualidade semelhante é o revelado pela publicação inovadora da revista The Journal of Non-Classical Logic (1982-1991, posteriormente com o título The Journal of Applied Non-Classical Logic). Para a original obra lógica de Newton da Costa, ver do próprio «On the theory of inconsistent formal systems», Notre Dame Journal of Formal Logic, 15 (1974), pp. 497-510.
    Não há o perigo de os lógicos matemáticos serem olvidados por este facto. A ilustre comunidade de historiadores portugueses da matemática não deixará isso acontecer. José Morgado (Para a História da Sociedade Portuguesa de Matemática, Coimbra, 1995) e os colóquios em memória de António Monteiro e de Hugo Ribeiro têm atrás de si uma rica historiografia da matemática portuguesa (de Garção Stockler, por Gomes Teixeira e Pedro José da Cunha, até Fernanda Estrada).
    M. S. Lourenço surge apenas como editor da colectânea O Teorema de Gödel e o Problema do Contínuo (Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1979).
    Para uma das mais interessantes, ver Onésimo Teotónio Almeida, «Sant'Anna Dionísio e a não-cooperação da inteligência ibérica na criação da ciência»

    publicado por cm30ativo às 11:48
    link do post | favorito

    ALUCINANTE ALUCINANTE 01

    Mimosa, florida,
    Imagina-se safira
    Numa roda que gira
    Harmonia e guerra
    Amor por terra.

    Boa ou má
    Isso ninguém saberá.
    Olho então para o mar
    Gabando o seu luar
    Rio-me e levo-me a voar
    Aconchegada no meu imaginar...
    Fiz uma vela,
    Irá ficar bela!
    Apago-a e começo a sonhar...

    Primavera


    Cravos e papoilas
    vermelhas, iguais às rosas,
    e sobre elas voam
    abelhas e borboletas graciosas.



    Verão


    Calor de sufocar!
    A praia aquece
    e este sol,
    ninguém esquece.



    Outono


    O vento sopra,
    vêm as primeiras chuvas,
    e vamos para a escola
    já de casacos e luvas.


     

     

    Alucinante


    Inverno


    É branca e fria!
    É tão leve e pura!
    Eu falo da neve
    e ela no cume da serra perdura!
    publicado por cm30ativo às 10:52
    link do post | favorito
    Quinta-feira, 3 de Agosto de 2006

    NATAL NATAL 01

    "Paz na Terra e boa vontade entre os homens"

    "Paz na Terra e boa vontade entre os homens"

    Alegria! Júbilo! É Natal!

    Viva o Cristo recém-nascido

    Viva o Cristo recém-nascido

    Símbolos e Tradições de Natal

     

     

     

    Jogos de Natal 

     Jogo do galo

    Jogo do Galo/ Tic Tac Toe

     
      labirinto

    Labirinto

    diferenças

    Diferenças

    O Significado do Natal

    Natal em Portugal (Costumes e Ritos) Novo!

    A Entrega das Consoadas (Presentes) Novo!

    A verdadeira história do Pai Natal

    Pai Natal – S. Nicolau

    A Imagem do Pai Natal

    Árvore de Natal

    Jesus (A Vida) Novo!

    Missa do Galo Novo!

    Natal todos os dias

    Feliz Natal!

    A Criação de Rudolph

    O Primeiro Postal de Natal Novo!

    As Músicas de Natal

    Presépio Actualizado!

    Os Presépios em Portugal Novo!

    São Francisco de Assis, patrono dos presépios Novo!

    Reis Magos Actualizado!

    Estrela de Belém

    Bolo Rei Novo!

    Sabia que...

    Anedotas De Natal

    Natal todos os dias

    Com esta secção pretendemos, simplesmente,  fazer com que as pessoas se riam um pouco, não é nossa intenção ofender ou chocar  alguém. Se está a pensar mostrar esta página a crianças, por favor, antes de o fazer, leia o seu conteúdo.

     

    A Loira e o Pai Natal | Anjinhos e Árvores de Natal | Reis Magos | Carta a Jesus | Presépio partido | A Bicicleta | Bonecas | Ponto de vista | Juiz | Cão | Preparação da festa de Natal no Trabalho

     

    A Loira e o Pai Natal

    Uma loira telefona para o Pai Natal:
    - Eu queria falar com o Pai Natal.
    - É o próprio.
    - Senhor Próprio, podia chamar o Pai Natal?

    Início

     

     

    Anjinhos e Árvores de Natal

    Sabem porque é que as árvores de Natal têm um anjinho em cima?
    É uma longa historia ...
    Na véspera de um destes Natais, o Pai Natal estava muito aflito porque ainda não tinha embrulhado as prendas todas, tinha uma rena coxa e outra constipada.
    Desesperado foi beber um copo, chega à adega e não havia nada.
    Voltou à cozinha para comer alguma coisa e os ratos tinham comido tudo.
    Para alegrar-lhe a vida, a mulher avisou-o que a sogra ia passar o Natal com eles.
    No meio do desespero, tocam-lhe à porta.
    Com a pressa de abrir a porta, tropeça e amassa a cara toda, começando a sangrar.
    Abre a porta neste lindo estado e aparece-lhe um anjinho dizendo com uma voz angelical:
    - Olá Pai Natal! Boas Festas! Venho visitar-te nesta quadra tão feliz, cheia de paz e amor. Trago-te aqui esta árvore de natal. Onde é que queres que a meta?

    Início

     

     

    Reis Magos

    O que se teria passado, se, em vez de três Reis Magos, tivessem sido três Rainhas Magas?
    - Teriam perguntado como chegar ao local e teriam chegado a horas.
    - Teriam ajudado no parto e deixado o estábulo a brilhar.
    - Teriam ainda preparado uma panela de comida e teriam trazido ofertas mais práticas.

    Mas quais teriam sido os seus comentários ao partirem?
    - Viste as sandálias que a Maria usava com aquela túnica?
    - O menino não se parece nada com o José!
    - Virgem! Pois está bem! Já a conheço desde o liceu!
    - Como é que é possível que tenha todos esses animais imundos a viver dentro de casa?
    - Disseram-me que o José está desempregado!
    - Queres apostar em como não te devolvem a panela?

    Início

     

     

    Carta a Jesus

    Caro Menino Jesus,
    Fui informado pela Bíblia que você tem o dom de estar em todo o lado ao mesmo tempo. Ora, eu estive a pensar e isso significa que também está sempre na minha casa, no meu escritório, no meu barco e em todos os meus automóveis. Portanto, segundo o Código Civil, você deve-me 2000 anos de renda. Tem até dia 31 de Dezembro para saldar a dívida. E olhe que eu sou muito rigoroso com os prazos de pagamento.
    Sem outro assunto,

    Início

     

     

    Presépio partido

    Estavam uns garotos a brincar no pátio da igrejas por alturas do Natal. Até que um deles sem querer esbarra num dos bonecos do presépio e parte-o. Passado um bocado chega o padre:
    - Quem é que partiu o pastor?
    Todos ficam muito calados até que depois de muita insistência o culpado se acusa.
    - Então tens de pagar o estrago.
    - Eu não tenho dinheiro senhor padre.
    - Então paga o teu pai.
    - Eu não tenho pai.
    - Paga a tua mãe!
    - Também não tenho mãe...
    - Então não tens ninguém? És sozinho no mundo?
    - Não! Eu tenho uma irmã mais velha.
    - Pronto paga ela.
    - Ela também não pode pagar, não tem dinheiro. É freira.
    - Não se diz freira; diz-se esposa de Cristo.
    - Ah, então o meu cunhado que pague!...

    Início

     

     

    A bicicleta 

    Joãozinho falava com sua mãe pedindo uma bicicleta nova. Sua mãe decidiu que seria uma boa oportunidade para ele tomar consciência das suas atitudes e falou:
    - Bem, Joãozinho, agora não é época de Natal e nós não temos dinheiro para ir comprar qualquer coisa que tu queiras. Que tal escreveres uma carta para Jesus e pedir para ganhar uma bicicleta?
    Ele finalmente resolveu se sentar e escrever a tal carta:
    “Querido Jesus: Fui um menino bonzinho este ano e gostaria de ganhar uma bicicleta nova. Seu amigo, Joãozinho.”
    Mas Joãozinho lembrou-se que, na verdade, Jesus sabia que tipo de menino ele era. Então, rasgou a carta e resolveu tentar mais uma vez.
    “Querido Jesus: Tenho sido um menino querido este ano e quero uma bicicleta nova. Sinceramente, Joãozinho.”
    Bem, Joãozinho sabia que não estava a ser totalmente honesto. Rasgou a carta mais uma vez e tentou novamente.
    “Querido Jesus: Acho que fui um menino bonzinho este ano. Posso ganhar uma bicicleta ? Joãozinho.”
    Foi então que Joãozinho olhou para o fundo de sua alma, o que, aliás, era o que sua mãe queria desde o começo. Amassou mais uma vez a carta e saiu para a rua e entrou numa igreja. Meditou sobre o que ia fazer e repentinamente agarra numa imagem de uma santa e sai a correr para casa. Escondeu a santinha em baixo da sua cama e escreveu a seguinte carta:
    “Jesus, tenho a sua mãe! Se quiser vê-la novamente, dê-me uma bicicleta!
    Assinado: Você sabe quem.”

    Início

     

     

    Bonecas 

    Mãe para a filha mais nova:
    - Então o que gostavas que o Pai Natal te desse?
    - Um contraceptivo.
    - Um contraceptivo???
    - Sim, é que eu tenho cinco bonecas e não quero ter mais nenhuma.

    Início

     

     

    Ponto de vista

    Eram dois irmãos, um pessimista e um optimista. No Natal receberam as prendas.
    O pessimista uma bicicleta. O optimista recebeu uma bosta de cavalo numa caixinha. Diz o pessimista:
    - "Agora que recebi um bicicleta, vou cair. Partir os dentes e a cabeça, vou-me aleijar, que chatice! E tu mano, o que e que recebeste?"
    - "Eu recebi um cavalo, mas ainda não sei onde está."

    Início

     

     

    Juiz

    Era época de Natal e o juiz sentia-se benevolente ao interrogar o réu.
    - De que é acusado?
    - De fazer as compras de Natal antes do tempo.
    - Mas isso não é crime nenhum!!!! Com que antecedência as estava a fazer?
    - Antes de a loja abrir.

    Início

     

     

    Cão

    Debaixo de uma árvore de natal, toda iluminada, diz um cão ao outro:
    - "Finalmente, puseram luz no wc !"

    Início

     

     

    Preparação da festa de Natal no trabalho

    DE: Patrícia Gomes - Directora de Recursos Humanos
    PARA: Todos os Funcionários
    Data: 1º de Dezembro
    Assunto: Festa de Natal
    Tenho o prazer de informar que a festa de Natal da empresa será no dia 23 de Dezembro, com início ao meio-dia, no salão de festas privativo da Churrascaria Grill House. O bar estará aberto com várias opções de bebidas. Teremos uma pequena banda tocando canções tradicionais de natal...sinta-se à vontade para se juntar ao grupo e cantar!
    Não se surpreenda se nosso Vice-Presidente aparecer vestido de Pai Natal! A árvore de Natal terá suas luzes acesas às 13:00. A troca de presentes de um amigo secreto pode ser feita a qualquer momento, entretanto, nenhum presente deverá exceder 1000$00, a fim de facilitar as escolhas e adequar os gastos a todos os bolsos. Este encontro é exclusivo para funcionários. Nesta ocasião, nosso Vice-Presidente fará um discurso bastante especial.
    Feliz Natal para vocês e suas famílias.
    Patrícia

    ------

    DE: Patrícia Gomes - Directora de Recursos Humanos
    PARA: Todos os Funcionários
    Data: 2 de Dezembro
    Assunto: Festa de Final de Ano
    De maneira alguma nosso memo datado de 1º de Dezembro pretendeu excluir nossos funcionários judeus! Reconhecemos que o Chanukah é um feriado importante e que costumam coincidir com o Natal mas isso não aconteceu este ano. De qualquer forma, passaremos a chamá-la de "Festa de Final de Ano". A mesma política se aplica a todos os outros funcionários que não sejam cristãos e àqueles que ainda celebram o Dia da Reconciliação. Não haverá árvore de Natal. Nada de canções de natal nem coral. Teremos outros tipos de música para seu entretenimento. Felizes agora ?
    Boas festas para vocês e suas famílias,
    Patrícia

    ------

    DE: Patrícia Gomes - Directora de Recursos Humanos
    PARA: Todos os Funcionários
    Data: 3 de Dezembro
    Assunto: Festa de Final de Ano
    Com relação ao bilhete que recebi de um membro dos Alcoólicos Anónimos solicitando uma mesa para pessoas que não bebem álcool... você não assinou seu nome! Fico feliz em atender o pedido, mas se eu puser uma placa na mesa "Exclusivo para AA", vocês não serão mais anónimos... Como faço então?
    Esqueçam a troca de presentes. Nenhuma troca de presentes será permitida, uma vez que os membros do sindicato acham que 1000$00 é muito dinheiro e os executivos acham que 1000$00 é muito pouco para um presente. NENHUMA TROCA DE PRESENTES SERÁ PERMITIDA, certo?
    Patrícia

    ------

    DE: Patrícia
    PARA: Todos os Funcionários
    Data: 7 de Dezembro
    Assunto: Festa de Final de Ano
    Nossa, que grupo heterogéneo somos!!! Eu não sabia que no dia 20 de Dezembro começa o mês sagrado do Ramadão para os muçulmanos, que proíbe comer e beber durante as horas do dia. Lá se vai a festa!!! Agora sério, entendemos que uma refeição nesta época do ano seja um problema sem precedentes para a crença de nossos funcionários muçulmanos..... Talvez a da Churrascaria Grill House possa assegurar o serviço de buffet até ao fim do dia - ou então, embalar tudo para que vocês leve para casa na marmita. O que vocês acham disso? Novidades: Neste meio tempo, consegui que os membros do Vigilantes do Peso sentem o mais longe possível do buffet de sobremesas e a mulheres grávidas sentem-se o perto possível dos banheiros; Homossexuais podem sentar-se juntos. Mulheres homossexuais não têm que se sentar com homens homossexuais, que terão sua própria mesa e sim, haverá um arranjo de flores no centro da mesa dos homens homossexuais. Para as pessoas que pediram permissão para trocarem de roupa, nenhuma troca de roupa será permitida. Teremos assentos mais altos para pessoas baixas. Comida com baixa caloria estará disponível para os que estão de dieta. Nós não podemos controlar a quantidade de sal utilizada na comida, desta forma, sugerimos para estas pessoas com pressão alta provar o gosto primeiro. Haverá frutas frescas de sobremesa para os diabéticos - o restaurante não dispõe de sobremesas sem açúcar. Nossas profundas desculpas. Esqueci-me de alguma coisa?
    Patrícia

    ------

    DE: Patrícia Gomes - Directora de Recursos Humanos
    PARA: Todos os Funcionários $%&"$%
    Data: 7 de Dezembro
    Assunto: Festa de Final de Ano do C$%*#!!!
    Vegetarianos!?!?!??! Sim, vocês também tinham que dar sua opinião de #$%*# ou reclamar de alguma coisa!!! Nós manteremos o local da festa na Churrascaria Grill House; quem não gostar, EXPLODA! Então, como alternativa, vocês podem sentar-se quietinhos na mesa mais distante da "churrasqueira da morte" - como vocês se referiram de forma bastante depreciativa ao utensílio, e vocês terão a porcaria da sua mesa de saladas, incluindo tomates hidropónicos da casa do c$%*#!!! & arrozinho grudento para comer de pauzinho mas aqueles (naturalmente haverão...) que não concordarem em usá-los podem enfia-los em outro lugar...
    Mas como vocês devem saber, os tomates, eles também têm sentimentos! Os tomates gritam quando vocês os fatiam. EU mesma os ouvi gritar! Eu estou a ouvi-los gritar agora mesmo!!!!!

    HÁ!!!! Espero que vocês todos tenham um péssimo final de ano!
    A Vaca

    ------

    DE: Jonas Bispo - Director de Recursos Humanos Substituto
    PARA: Todos os Funcionários
    Data: 14 de Dezembro
    Assunto: Patrícia Gomes e Festa de Final de Ano
    Tenho a certeza que falo por todos desejando para a Patrícia um rápido restabelecimento para sua crise de stress e continuarei a encaminhar as suas mensagens para ela no sanatório. Por conta deste facto, a directoria decidiu cancelar a Festa de Final de Ano e dar folga remunerada para todos na tarde do dia 23 de Dezembro.
    Boas Festas!

    Músicas Portuguesas de Natal 

    Natal todos os dias

    A Todos um Bom Natal

    Adeste Fidelis (latim)

    Alegrem-se os Céus e a Terra

    É Natal

    Fa la la la

    Glória in excelsis deo

    Já é Natal

    Linda Noite de Natal

    Carta Para o Pai Natal

     

    Pede autorização aos teus pais e escreve uma carta ao Pai Natal. Para enviar a sua carta, clique sobre o endereço de e-mail ou sobre uma das imagens.

    Natal todos os dias

    natalnatal@sapo.pt

    Vou ler a tua carta!

    Download (Humor) 

     

    Árvore virtual  Árvore de Natal: cria a tua árvore de Natal. Chaminé Chaminé :o Pai Natal queimou-se!

    Fred Fred : O Pai Natal vai fazendo brincadeiras, enquanto passeia pela tela!

    Música  Renas Saltitantes: As renas querem dar-te um presente!

    Pai Natal  Pai Natal : Se o Pai Natal fosse diferente, como seria?

    Rudolph  Rudolph: O Rudolph não estava atento!

    Natal da Beira

    Natal de Elvas

    Noite Feliz

    Sino de Belém

    O Pequeno Tambor

    Os Sinos de Belém

    Um Feliz Natal!

     

    Receitas Tradicionais De Natal

    Bom apetite!

    Aletria Com Ovos (Minho e Douro)

    Bacalhau Da Consoada (Minho e Douro)

    Bolinhos de Jerimu (Minho e Douro)

    Bolo de Família (Madeira)

    Bolo de Natal (Açores)

    Bolo Rei

    Bolos Podres de Natal (Ribatejo)

    Broas de Natal (Estremadura)

    Filhós de chila (Douro)

    Filhós Enroladas (Alentejo)

    Filhós de Forma (Alentejo)

    Merendeiras do Natal (Estremadura)

    Mexidos de Natal (Minho e Douro)

    Mexidos de ovos com amêndoas (Minho e Douro)

    Migas Doces (Trás-os-Montes e Alto Douro)

    Pudim de Natal

    Rabanadas Antigas (Minho e Douro)

    Rabanadas ou Fatias-de-paridas (Minho e Douro)

    Rabanadas Douradas ou Fidalgas (Minho e Douro)

    Roupa-velha (Minho e Douro)

    Sonhos (Minho e Douro)

    Sonhos de Cenoura

    Sonhos de Fanhões (Estremadura)

    Sopa Doce (Douro)

    Sopa Dourada

    Vinho do Porto Quente (Douro)

    Vinho Quente (Minho e Douro)

    Jogos De Natal Para Download

     

    Santa Claus in trouble

    Santa Claus is Trouble

    O Pai Natal precisa da sua ajuda para recuperar todos os presentes!

    Happyland

    Happyland Adventures Christmas

    Ajuda o Pai Natal a encontrar os seus ajudantes

     

    Links De Natal

     

    Natal para todos

     http://natalparatodos.no.sapo.pt

    (site português em flash)

     

    Natal todos os dias

    Natal é festa

     http://natalf.no.sapo.pt 

    (site português)

     

    Letters to Santa

    http://www.operationlettertosanta.com/

     

    Feliz Natal!

    http://www.chebucto.ns.ca/~ai251/xcarol.html

     

    http://www.merry-christmas.com/

     

    http://perso.wanadoo.fr/luciano.dasneves/

     

    Salve um gato

    http://SalveUmGato.web.pt

    publicado por cm30ativo às 11:54
    link do post | favorito

    SONHOS SONHOS 01


    Miss you


    fri18.jpg

    SONHAR... sonhos sonhados

     

    O que será sonhar?
    Será fugir da realidade?
    Penso que na verdade,
    sonhos existem para você se realizar...
    Sonhar... na verdade, é viver...
    Viver algo que temos escondido,
    e que nunca foi perdido,
    e não podemos perder...
    Sonhar é encontrar a vida,
    aquela presença, aquele desejo,
    aquele... quero ver se vejo,
    aquela ilusão quase perdida...
    Como é bom sonhar...
    Poder meditar... e saber
    que podemos imaginar,
    e saber... que sempre podemos o sonho viver...

    O QUE É SONHO LÚCIDO?

    Sonhar lúcido é sonhar enquanto você sabe que está sonhando. O termo foi cunhado por Frederik van Eeden (conforme Green, 1968), usando a palavra "lúcido" no sentido de uma clareza mental. Normalmente, a lucidez começa no meio de um sonho, quando o sonhador percebe que o que está sendo vivido não ocorre na realidade física; é um sonho. Muitas vezes esta percepção é conseguida pela observação do sonhador de um evento que é impossível ou improvável de acontecer, como o encontro com um falecido ou voar com ou sem asas. Algumas vezes as pessoas se tornam lúcidas sem observar nenhuma pista particular no sonho; de repente, elas se dão conta de que estão sonhando. Poucos sonhos lúcidos (segundo a pesquisa de LaBerge e colaboradores, em torno de 10%) são o resultado de se retornar do estado de vigília diretamente para um sono REM sem a quebra da continuidade da consciência.

    A definição básica do sonho lúcido não requer nada mais do que tornar-se consciente de você está sonhando. Contudo, a qualidade da lucidez varia enormemente. Quando a lucidez é atingida em um alto grau, você está consciente de que tudo que é experienciado está acontecendo na sua mente, que não existe um perigo real, e que você está dormindo na cama e irá despertar em breve. Com um nível baixo de lucidez você pode ter a certeza de que está sonhando, talvez consiga voar, ou modificar o que estiver acontecendo, mas não terá a percepção suficiente de que as pessoas são representações oníricas, ou que não pode ser ferido, ou que está realmente na cama.

    Lucidez e controle dos sonhos não são a mesma coisa. É possível ter lucidez e um pequeno controle sobre o conteúdo onírico e, opostamente, ter um grande controle sem uma conscientização explícita de que se está sonhando. Não obstante, tornar-se lúcido em um sonho é como aumentar deliberadamente sua influência sobre o curso dos eventos. Uma vez que você saiba que está sonhando, você pode escolher realizar alguma atividade que só seria possível em sonhos. Você sempre tem a possibilidade de escolher o grau de controle que quer exercer, ou o tipo dele. Por exemplo, você pode continuar fazendo qualquer coisa quando se torna lúcido, com o conhecimento adicional de que está sonhando. Ou pode tentar mudar alguma coisa - a cena onírica, você mesmo, outras personagens, etc. Nem sempre é possível fazer "mágica" nos sonhos, como trocar um objeto por outro ou transformar cenas. A habilidade do sonhador para conseguir isto parece que depende do grau de autoconfiança. Se você não acredita que possa fazer algo no sonho, provavelmente não irá consegui-lo.

    Por outro lado, o tipo de controle mais fácil (e talvez o mais sábio) a ser exercido em um sonho é o controle sobre o seu próprio comportamento. Isto se aplica principalmente em pesadelos. Se você se torna lúcido em um sonho difícil, pode tentar a mágica para sair da situação, mas muitas vezes isto não funciona muito bem. Geralmente, é muito mais eficaz, e até melhor para o seu crescimento psicológico, reconhecer que, porque está sonhando, nada pode te ferir. Seu medo é real, mas o perigo não. Mudar de atitude, neste caso, geralmente desfaz a situação onírica e a transforma em algo positivo.

     

    EM QUAL ESTÁGIO DO SONO ACONTECEM OS SONHOS LÚCIDOS?

    Os sonhos lúcidos geralmente acontecem durante o sono REM. O sono não é um estado uniforme, mas é caracterizado por uma série de estágios (1,2,3,4 e REM) que se distinguem por certas características fisiológicas. O sono REM, abreviatura de "Rapid Eye Movement" (ou Movimento Rápido dos Olhos), é pronunciado como se escreve, e não "R.E.M.". Os estágios de 1 a 4 são muitas vezes agregados sob o rótulo de sono não-REM (NREM). Os estágios 3 e 4 são também chamados de sono "delta", devido a grande quantidade de ondas cerebrais de baixas freqüências que são produzidas. Apesar disto ser uma grossa redução da complexidade de eventos fisiológicos e mentais que acontecem durante o sono, pesquisas têm demonstrado que muitos sonhos lúcidos vívidos ocorrem no sono REM. Este estágio é caracterizado por uma atividade cerebral com baixa amplitude nas freqüências das ondas cerebrais, supressão do tônus muscular "esquelético", movimentos rápidos dos olhos, e ocasionalmente pequenas contrações musculares.

    Os ciclos dos estágios do sono se repetem durante toda a noite. O primeiro período REM normalmente acontece depois de um período de sono delta, aproximadamente 90 minutos depois do sono começar, e dura de 5 a 20 minutos. Os períodos REM ocorrem a cada 90 minutos durante toda a noite, com o último período REM acontecendo a intervalos curtos e muitas vezes sendo longo, algumas vezes durando mais de uma hora. A maior parte do sono REM acontece na segunda metade da noite.

    Como nós sabemos que o sonho lúcido acontece no sono REM? O Dr. Stephen LaBerge e seus colegas da Universidade de Stanford provaram isto através de sinais deliberados, com o movimento dos olhos, dados por sonhadores lúcidos durante o sono REM. A maioria dos músculos do corpo estão paralisados no sono REM para evitar que realizemos com nosso corpo aquilo que sonhamos. Contudo, como os olhos não estão paralisados, se você move deliberadamente seus olhos "oníricos" em um sonho, seus olhos físicos se mexem também. Os alunos de LaBerge dormiram em um laboratório, enquanto as normas padrões do sono fisiológico (ondas cerebrais, tônus muscular e movimento dos olhos) eram registradas.

    Assim que se tornavam lúcidos, eles mexeram seus olhos em um movimento amplo e completo esquerda-direita-esquerda-direita, tanto quanto fosse possível. Isto deixou um registro irrefutável dos movimentos dos olhos. Análises destes registros mostraram que, em todos os casos, os movimentos dos olhos marcando o momento quando os alunos perceberam que estavam dormindo ocorreram na metade de um inconfundível sono REM. LaBerge fez vários experimentos sobre o sonhar lúcido usando o movimento dos olhos como método de sinalização, demonstrando interessantes conexões entre as ações oníricas e respostas fisiológicas. Algumas são descritas em seus livros.

     

    PARA QUAL PROPÓSITO SERVEM OS SONHOS LÚCIDOS?

    Imediatamente após ouvirem falar sobre o sonhar lúcido, as pessoas muitas vezes perguntam: "Por que eu deveria querer ter sonhos lúcidos? Para que eles servem?" Se considerar que, em sonhos, se sabe que está sonhando, você é livre para fazer qualquer coisa, limitado apenas pela sua capacidade de imaginar e conceber, não pelas leis da física ou padrões sociais, então as respostas para estas questões são tanto extremamente simples (qualquer coisa!) como extraordinariamente complexas (tudo!). É fácil providenciar um exemplo de como algumas pessoas têm feito com os sonhos lúcidos assim como dar uma resposta definitiva acerca do uso potencial deles.

    A primeira coisa que atrai as pessoas para o sonhar lúcido é, muitas vezes, o potencial para aventuras e a realização de fantasias. Voar é o prazer preferido em um sonho lúcido, tanto quanto sexo. Muitas pessoas têm dito que seu primeiro sonho lúcido foi a experiência mais maravilhosa em suas vidas. A maior parte do prazer extraordinário do sonhar lúcido vem da sensação divertida de total liberdade que acompanha a percepção de que você está em um sonho, quando não existem conseqüências sociais ou físicas para seus atos.

    Infelizmente para muitas pessoas, ao invés de providenciar uma solução para fantasias e prazeres sem fim, os sonhos podem ser episódios medonhos de um terror sem limites. Como foi demonstrado nos livros "Lucid Dreaming" ( LaBerge, 1985; "Sonhos Lúcidos", ed. Siciliano - nota do tradutor) e "Exploring the World of Lucid Dreaming (LaBerge & Rheingold, 1990 - ainda sem tradução no Brasil - nota do tradutor), os sonhos lúcidos podem ser a base para uma terapia eficaz contra os pesadelos. Se você sabe que está sonhando, é uma conseqüência simples e lógica perceber que nada que está acontecendo pode te causar algum dano físico, embora possa ser uma experiência desagradável. Não há nenhuma necessidade de fugir ou lutar com qualquer monstro onírico. De fato, esta atitude de fugir ou lutar é, muitas vezes, sem graça porque você concebeu um horror em sua mente, e este medo pode te seguir no sonho para onde você for. O único jeito de "escapar" é acabando com seu medo; todo o terror que for sentido em um sonho provavelmente retornará em outro. O medo que você sente em um pesadelo é completamente real; o perigo é que não é.

    O medo irracional pode ser desativado encarando a fonte, ou continuando com a atividade que dá medo, até que você observe que nenhum mal irá te atingir. Em um pesadelo, este ato de coragem pode levá-lo a encarar qualquer ameaça ao invés de evitá-la. Por exemplo, um jovem sonhou que estava sendo perseguido por um leão. Quando não havia mais lugar para se esconder, ele percebeu que estava sonhando e chamou o leão para um encontro. Este desafio fez com que a cena mudasse para uma agradável luta romana, sendo que o leão se transformou em uma linda mulher (NightLight 1.4, 1989, p. 13). Monstros muitas vezes se transformam em criaturas bondosas, em amigos ou conchas vazias (conforme Saint-Denys, 1867/1982) quando corajosamente enfrentados em sonhos lúcidos. Esta é uma experiência profundamente poderosa. Ela ensina, de uma maneira visceral, que você pode conquistar o medo e tornar-se forte desse modo.

    Sonhos lúcidos também podem ajudar as pessoas a achar seu caminho em suas vidas. O livro "Exploring ..." contém muitos exemplos de maneiras através das quais algumas pessoas têm usado os sonhos lúcidos para se prepararem para algum aspecto de suas atividades cotidianas. Algumas das aplicações relatadas: campo de provas (tentar novos comportamentos, ou praticá-los, e afiar habilidades atléticas), resolução criativa de problemas, inspiração artística, superação de problemas de ordem sexual e social, aceitação da perda de alguém querido, e restabelecimento da saúde física. Se a possibilidade de acelerar a saúde física, sugerida pelo que contam os sonhadores lúcidos, for confirmada pelas pesquisas, isto será uma razão tremendamente importante para se desenvolver habilidades com o sonhar lúcido.

     

    PODE-SE APRENDER A SONHAR LUCIDAMENTE?

    A habilidade de ter sonhos lúcidos talvez esteja dentro da meta da própria existência humana. Pesquisas acerca de diferenças individuais não mostraram nenhum fator da personalidade ou habilidade cognitiva que, substancialmente, possam predizer a respeito da freqüência de sonhar lucidamente. Então, o único e definitivo prognóstico a respeito do sonhar lúcido é uma alta capacidade de lembrar de sonhos. Esta é uma boa noticia para aqueles que quiserem se tornar sonhadores lúcidos, porque, atualmente, é fácil aumentar a quantidade de sonhos lembrados.

    Uma questão freqüentemente levantada a respeito dos sonhos lúcidos é: quanto tempo leva para se conseguir ter um? A resposta, é claro, é que isto depende de cada indivíduo. O que é melhor para se lembrar de sonhos? Quanto tempo deve-se dispor para se praticar exercícios de mentalização? Pode-se usar um aparelho para induzir sonhos lúcidos? Deve-se praticar com assiduidade? A capacidade crítica aumenta? E por aí vai. O histórico pessoal pode fornecer um quadro mais claro acerca do processo de aprender a sonhar lucidamente. O Dr. LaBerge aumentou sua freqüência de um por mês para quatro sonhos lúcidos por noite ( ao ponto de poder ter sonhos lúcidos quando bem quisesse) durante um período de três anos. Ele estava estudando o sonhar lúcido para sua tese de doutorado e, por esta razão, precisava aprender a tê-los tão depressa quanto fosse possível. Por outro lado, ele tinha inventado técnicas para aumentar as habilidades com o sonhar lúcido. Deste modo, as pessoas que começam agora, embora não estejam tão fortemente motivadas quanto LaBerge, têm a vantagem de poderem usar técnicas já bem estruturadas, um completo programa de treinamento, e aparelhos eletrônicos de biofeedback que foram criados nos últimos 16 anos, desde que ele começou seus estudos acadêmicos.

    Lynne Levitan, editor do jornal NightLight, descreve suas experiências com o aprendizado sobre o sonhar lúcido:

    "Eu ouvi falar sobre o sonhar lúcido em abril de 1982, quando fiz um curso com o Dr. LaBerge na Universidade de Stanford.

    Eu tinha tido esta experiência muitos anos atrás e estava muito interessado em aprender para poder repeti-la, tanto que me envolvi nas pesquisas. Primeiro eu tive que aumentar minha lembrança dos sonhos, porque, à época, eu só me lembrava de dois ou três por semana. Em dois meses eu estava me lembrando de 3,4 ou mais por noite, e em julho (três meses depois de iniciado o treinamento) e tive meu primeiro sonho lúcido desde a adolescência. Eu trabalhei nisto pelos próximos quatro anos (sem dormir em laboratório como os estudantes) e aumentei o nível para 3 ou 4 sonhos lúcidos por semana".

     Perfume

    Já alguma vez entraram num local e sentiram um perfume estranho quando estão sozinhos? Já entraram no vosso próprio quarto e sentiram novamente esse perfume? Acontece-me cada vez com mais frequência estar no meu quarto a ler e de repente sinto um perfume forte, como se tivesse acabado de entrar alguém. Nada se move, não sinto mais frio nem mais calor, simplesmente o perfume. Pouco depois desaparece e fico a pensar se não seria a minha imaginação. Às vezes é um perfume mais fresco, de flores, que parece de mulher, mas muitas vezes é um perfume de homem, muito forte. Não sinto medo, não sinto ansiedade, simplesmente.... cheiro-o e continuo o que estava a fazer.

    M
     


    Sonhar com...

    Mãe

    Sonhar com sua mãe representa o lado maternal de sua personalidade. As mães oferecem proteção, consolo, vida, ajuda e amor. Se sonha com uma conversa concreta que tem com sua mãe, representa um tema que lhe preocupa e que ainda não sabe como resolver. Também pode refletir problemas na relação com sua mãe na vida real que ainda não soube resolver. Se sua mãe lhe chama por seu nome num sonho, quer dizer que precisa prestar mais atendimento a suas responsabilidades.
    Magia
    Sonhar com que faz magia significa que cedo poderá receber uma surpresa agradável. Ademais um sonho com magia representa uma mente criativa e significa do que provavelmente os acontecimentos em sua vida sairão tal como deseja.
    Malas
    Nos sonhos, sonhar com malas ou bagagem representa os desejos, as necessidades e as preocupações que sente e que lhe pesam na vida real. Deve tentar reduzir seu excesso de problemas e desejos e relaxar-se um pouco.

    Malformação

    Sonhar com uma malformação representa aspectos não desenvolvidos de sua vida aos que não presta atendimento. Nega-se a reconhecer que estes aspectos podem estar afetando seu rendimento e sua criatividade.

     

    Mão

    Sonhar com suas mãos representa sua relação com as pessoas em sua vida e sua forma de relacionar-se com o mundo. As mãos são uma forma de comunicação entre pessoas. Nos sonhos a mão esquerda simboliza sua bondade e qualidades femininas, e a mão direita simboliza atributos masculinos. Se sonha que toma a mão de alguém, representa sua união com esta pessoa - talvez teme que se afasta de você. Sonhar que tem as mãos muito grandes indica que terá sucesso e conseguirá seus objetivos, e sonhar que tem as mãos manchadas com sangue quer dizer que se sente culpado por algo na vida real. Se se lava as mãos em seu sonho, representa que há um assunto que lhe preocupa em sua vida que deve enfrentar. Ou, pelo contrário, pode significar que se está tirando alguma responsabilidade de em cima.
    Maçã
    As maçãs nos sonhos são um símbolo de fertilidade, crescimento e prosperidade. Se come uma maçã em seu sonho , quer dizer que está desfrutando da vida e cedo saboreará o sucesso no amor ou no trabalho. Mas também existe a dimensão bíblica que pode sugerir amor proibido, desejos reprimidos e tentações doces.

     

    Mansão

    Sonhar com uma mansão simboliza sua capacidade de crescer e desenvolver seu potencial. Talvez em sua vida real, sua relação ou situação atual está estancada e precisa avançar.
    Mapa
    Sonhar com um mapa significa que na vida real se está deixando levar por um caminho que lhe contribuirá satisfação e lhe ajudará a realizar seus objetivos. Se confere um mapa em seus sonhos, é possível que, se é empresário, sua empresa sofrerá pequenos problemas que serão substituídos por benefícios.
    Marido
    Sonhar com seu marido representa sua relação com ele e a opinião que seu subconsciente tem do. É importante analisar que papel tem seu marido no sonho, e daí sentimentos lhe provoca em você para analisar o significado do sonho. Sonhar que tem marido, quando em sua vida real não o tem, simboliza uma relação ou compromisso. Também pode representar qualidades de seu pai que manifesta no imagem de um marido em seus sonhos e que fazem parte do lado masculino de sua personalidade.
    Matar
    Sonhar que mata a alguém significa que é possível que se sente muito estresado, na vida real a tal ponto que teme perder seu auto controle. É interessante recordar quem matou em seus sonhos - quem é? Quais são seus sentimentos para o/ela? Se sente enfadado por algum motivo para essa pessoa e não se deu conta até agora? As vezes nos molestam coisas que fazem os demais, mas nos custa reconhecer nosso enfado ou nossa dor. Pelo contrário, um sonho no que mata a alguém pode representar uma parte sua que quer eliminar e que está personificada na pessoa que mata em seu sonho.
    Máscara
    Sonhar que leva uma máscara significa que pode ter problemas temporários a raiz de uma má interpretação por parte de terceiros de sua conduta. Por outra parte, se sonha que leva uma máscara pode significar que tenta esconder seus sentimentos verdadeiros. Se em seu sonho são outros os que levam uma máscara, significa que lutará contra o engano, os ciúmes e as calúnias.

     

    Medicina

    Sonhar com tomar medicina significa que atravessa um período de cura emocional e/ou espiritual. Tomar medicina num sonho também significa que o mau momento que está vivendo é só temporário, e à longa terá sido útil.
    Mendigo
    sonhar que é um mendigo representa seu sentido de insegurança e falta de autoestima.
    Mentir
    Sonhar que alguém lhe acusa de ser mentiroso representa um aviso sobre a possibilidade de que alguém pode tratar de tentar enganar-lhe. Se em seu sonho é você quem mente, é possível que tenta convencer-se de algo que vai na contramão de suas convicções ou instintos. Há algo que tenta esconder de se mesmo ou dos demais? Sonhar que um conhecido lhe diz uma mentira significa que começa a desconfiar de dita pessoa na vida real ou reflete suas próprias inseguranças.
    Mercado
    Sonhar que está num mercado significa que lhe falta algum elemento emocional ou físico em sua vida real. Talvez precisa mais carinho. Se o mercado está vazio, representa a tristeza e a depressão.
    Mina
    Sonhar que está dentro de uma mina significa que tenta chegar ao fundo de uma questão. Também supõe uma aviso que poderá fracassar em suas tentativas.

     

    Mosteiro

    Sonhar que está num mosteiro significa que deve aprender mais sobre se mesmo. Deve tentar encontrar o tempo para pensar.
    Moedas
    Se sonha com moedas, pode ser que lhe preocupam possibilidades ou oportunidades em sua vida que perdeu. Moedas de ouro representam sucesso e riqueza. Moedas de prata representam valores espirituais e seu próprio sentido de autoestima.
    Monstro
    Nos sonhos os monstros simbolizam aqueles aspectos de sua personalidade que considera feios e desagradáveis. Se mata um monitor em seu sonho, significa que saberá vencer a seus rivais e atingir o sucesso.
    Moscas
    Sente-se molesto pelas ações de amigos e pode estar pensando em fazer algo equivocado.
    Mosquitos
    Se matou a um mosquito em seu sonho, quer dizer que superará obstáculos e desfrutar fortuna e felicidade doméstica. Se não o conseguiu matar, lutarás em vão contra os ataques de inimigos secretos.
    Moto
    Sonhar com uma moto tem diferentes significados. Por uma parte, se leva uma moto em seu sonho, é um símbolo de seu desejo a mais liberdade. Talvez tenta livrar-se de alguma responsabilidade em sua vida real. Uma moto nos sonhos também simboliza a sexualidade.
    Morte
    Sonhar com a morte de um ser querido indica que carece um aspecto ou qualidade representado por dito ser. Deve perguntar-se que qualidade tem dita pessoa para que lhe queira tanto. Será essa mesma qualidade a que lhe falta em sua própria relação, circunstâncias ou vida. Por outra parte, se alguém conhecido se morre em seu sonho, pode indicar que essa pessoa já não joga nenhum papel em sua vida.
    Mortos
    Sonhar com alguém que se morreu e está vivo em seu sonho pode ser uma forma de tentar resolver seus sentimentos para eles. Se sonha com um conhecido que se morreu faz tempo, significa que há algo em sua vida atual ou sua relação atual que se parece a uma faceta da pessoa morta. Sonhar que está vivo um pai falecido ou uma mãe falecida, e se no sonho fala com eles, significa que sente medo por tê-los perdido e procura uma forma de aprender a viver a vida sem eles. Talvez precisa uma oportunidade para despedir-se deles. Se sonha com um familiar ou amigo morto, significa que lhe está sentindo saudades e seu subconsciente tenta reviver experiências que viveu com o ou com ela. Ao tentar seguir normalmente com sua vida diária, estes sonhos com pessoas falecidas representam a única saída que tem para assumir a perda ou a morte de um ser querido.
    Morcego
    Mistério, discussões e penas como resultado de comportamentos negativos de pessoas a seu arredor.
     
    M

    SONHOS

    Primeiro, é preciso sonhar,
    Depois acreditar,
    Acreditar muito
    No sonho que sonhar.

    E de repente...
    Acontecerá,
    O sonho se realizará!
    Chegará, assim, sem anúncio,
    Com prenúncio de quem quer ficar,
    E ficará!

    Mas, primeiro, é preciso sonhar,
    Depois acreditar no sonho,
    Investir nele, para que passa vir a ser
    Um sonho real.
    Porque ser é ainda melhor,
    Muito melhor do que apenas sonhar.

    E, é por sonhos que nos tornamos vida!
    É por sonhos que construímos realidades!

     

    publicado por cm30ativo às 11:42
    link do post | favorito

    INFORMATICA INFORMATICA 01

     

     

     

     

     

     

     

     

    publicado por cm30ativo às 11:29
    link do post | favorito

    MAR MAR 01

    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo
    Estuário do Tejo

    PAREDES DO CABO
    PAREDES DO CABO
    480x640
    P7150049.JPG
    2006-07-15 14:08:29
    PAREDES DO CABO
    PAREDES DO CABO
    480x640
    P7150052.JPG
    2006-07-15 14:08:56
    PAREDES DO CABO
    PAREDES DO CABO
    480x640
    P7150053.JPG
    2006-07-15 14:09:05
    PAREDES DO CABO
    PAREDES DO CABO
    480x640
    P7150054.JPG
    2006-07-15 14:09:11
    PAREDES DO CABO
    PAREDES DO CABO
    480x640
    P7150060.JPG
    2006-07-15 14:10:13
    PAREDES DO CABO
    PAREDES DO CABO
    480x640
    P7150061.JPG
    2006-07-15 14:10:22
    PAREDES DO CABO
    PAREDES DO CABO
    480x640
    P7150067.JPG
    2006-07-15 14:11:33
    AZUL
    AZUL
    2592x1944
    AGOSTO 2005.jpg
    2005-08-28 13:35:15
    CHOCO
    CHOCO
    2592x1944
    AGOSTO 2005.jpg
    2005-08-28 13:37:49
    BRASIL-MARACAJAÚ
    BRASIL-MARACAJAÚ
    1500x1125
    DSC02313.JPG
    2005-10-16 14:37:58
    BRASIL-MARACAJAÚ
    BRASIL-MARACAJAÚ
    1500x1125
    DSC02318.JPG
    2005-10-16 14:44:51
    BRASIL-MARACAJAÚ-LESMA DO MAR
    BRASIL-MARACAJAÚ-LESMA DO MAR
    1500x1125
    DSC02345.JPG
    2005-10-16 00:00:00
    BUDDY TÓ ZÉ
    BUDDY TÓ ZÉ
    600x800
    PONTA DO ARMANDO JUNHO 2006.jpg
    2006-06-04 10:12:10

    600x800
    PONTA DO ARMANDO JUNHO 2006.jpg
    2006-06-04 10:28:32

    581x800
    PONTA DO ARMANDO JUNHO 2006.jpg
    2006-06-04 10:49:04

    600x800
    PONTA DO ARMANDO JUNHO 2006.jpg
    2006-06-04 10:24:15
    BUDDY TÓ ZÉ
    BUDDY TÓ ZÉ
    600x800
    PONTA DO ARMANDO JUNHO 2006.jpg
    2006-06-04 10:11:52

    600x800
    PONTA DO ARMANDO JUNHO 2006.jpg
    2006-06-04 10:32:00
     
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    640x480
    P7010014.JPG
    2006-07-01 11:03:16
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    640x369
    P7010033.JPG
    2006-07-01 11:08:24
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    480x640
    P7010057.JPG
    2006-07-01 11:18:59
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    480x640
    P7010085.JPG
    2006-07-01 11:31:06
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    JARDIM DAS GORGÓNIAS JULHO
    480x640
    P7010087.JPG
    2006-07-01 11:31:31

      

    Golfinhos salvam nadadores de ataque de tubarão
    Um conjunto de golfinhos salvou um grupo de nadadores de serem atacados por um enorme tubarão branco. O acontecido teve lugar na costa norte da Nova Zelândia.

     

    Golfinhos dos Oceanos

     

     

    Esta é sem duvida a maior familia de golfinhos, são mais de 12 espécies diferentes. Muitos dos golfinhos oceanicos passam a maior parte do tempo, deslocando-se no oceano, cobrindo vastas áreas de mar, longe da costa. Muitas espécies estão distribuídas pelo Mundo.

     

    Algumas dessas espécies, ocasionalmente, percorrem os rios e vivem lado a lado com os verdadeiros golfinhos de rio.

     

    Os golfinhos oceanicos, tipicamente maiores que os de rio, diferem imenso em tamanho conforme as espécies. O golfinho oceanico mais pequeno tem 1.4 a 1.8 m de comprimento e pesa entre 36kg e 45kg. O golfinho oceanico maior é a Orca, que mede mais de 9.8m e pesa cerca de 5000Kg, sendo maior do que algumas espécies de baleias.

    Nas ondas do meu prazer 

    Hoje quero escrever, neste meu blog as palavras de um poeta que descobri na net e que quero partilhar com todos, estas belas e deliciosas palavras que deslizaram logo por todo este meu mar de palavras.

    No mar do meu desejo
    procuro e não encontro a onda perfeita
    Sorri por ter pensado que a havia encontrado um dia
    Encontrei, perdi
    A onda quebrou, o mar levou
    Meu coração calou
    A boca se fechou
    No horizonte da minha paz
    Mergulho na saudade
    Me afogo na vontade
    Nas ondas do meu prazer

    Christiane Ferreira "in Nas ondas do meu prazer"

    Domingo, Agosto 24, 2003

    Quando chegaste enfim, para te ver
    abriu-se a noite em mágico luar;
    E pra o som de teus passos conhecer
    pôs-se o silêncio, em volta a escutar...

    in "sonetos de Amor"
    Florbela Espanca

    Nem mesmo os passos que o silêncio outrora ouvia agora se sentem,e mem mesmo o cheiro da marzia nesta manhãs frias, junto ao mar enterno.
    Não sinto nada desde esse dia em que o silencio deixou de ouvir...os teus passos, para não mais os reconhecer.
    Que tristeza a minha, que mágoa a tua e ficamos os dois sentados lado a lado sem nada poder fazer, ouvir ou sentir.

    Sábado, Agosto 23, 2003

    Rio Piedra 

    No interior do Parque de Monserrate, em Sintra, com a beleza inconfundivel da natureza como companheira, tive o prazer de acabar de ler o livro de Paulo Coelho, "Na margem do rio piedra eu sentei e chorei", um livro extraordinário, com uma historia de amor em que a força e poder do amor nos guia através da mudança interior de dois seres.
    Das muitas ideias e pensamentos que este livro nos traz há uma que não posso deixar passar, sem a referir aqui neste blog, que diz assim, "a felicidade é algo que se mutiplica quando se divide".
    Isto é simplesmente belo e só mesmo um grande escritor como Paulo Coelho para escrever tão bela definição sobre felicidade. Mas todo o livro é um conjunto de palavras belas e bem organizadas para falarem ao coração e mesmo quem sabe à alma, mais que um livro é um oceâno de palavras e sentimentos transcritos para o papel.

    Quinta-feira, Agosto 21, 2003

    Aqui neste MAR DE PALAVRAS, todos os dias vem ao meu encontro uma palavra ou uma letra que desperta em mim alguns sentimentos, que vou tentar transmitir para este blog. Espero conseguir faze-lo de uma forma transparente e facil. A palavra que me visitou foi a saudade.
    E hoje mais do que nunca tive saudades de outros tempos. Do outono que chegava sempre apos as ferias grandes, da escola, das folhas a cair lentamente das arvores, das primeiras chuvas, do cheiro intenso a terra molhada, o jogar a  "buguelha" , ao "espincha" ou a  apanhada, no adro da igreja ou na praca. Que bons tempos, tempos de infancia. de ternura, de inocencia, que saudades de um tempo sem volta, mas que foi bom demais.
    E e este tempo que me da-me força como se tudo tivesse que renascer de novo, da-me vida. A vida que procuro e que a saudade forte, que se torna nostalgia nao me deixa por vezes ter a força que necessito para voltar a nascer e continuar esta rota que deus um dia traçou para mim, uma rota com destino, apos este mar de palavras.
    Amanha irei voltar certamete a este blog sem saudade, porque outra palavra vira ao encontro deste meu barco de papel em que navego, que parece fraco por fora mas muito forte por dentro.

    Quarta-feira, Agosto 20, 2003

    O mar continua calmo e sereno. As palavras que chegam à praia são delicadas e amorosas fazendo lembrar outros tempos em que dois seres unidos por deus viveram alegremente uns bons momentos das suas vidas, numa praia distante e coberta de palavras simples, doces e meigas. Até que um dia vieram os palavroes sem sentido nem nexo e destruiram todas as palavras bonitas que ali existiram.
    Naquele local nada mais nasceu, nem uma letra...ficou para contar a historia.
    Os anos passaram, e agora aos poucos e com algum sacrificio tenho tentado juntar algumas letras mas ainda não chegam para formar a mais bela palavra do universo... que é AMOR.
    Uma embarcação de transporte de pessoas e veículos e cargas naufragou nesta sexta-feira na região do porto egípcio de Hurghada. De acordo com o chefe da Autoridade Marítima do Egito, Mahfouz Taha Marzouk, das cerca de 1.400 pessoas a bordo, até o momento, equipes de resgate encontraram 12 sobreviventes e 15 corpos.

    O Salam Boccaccio 98, que partiu do porto de Dubah, na Arábia Saudita, e tinha como destino o porto de Safaga, no sul do Egito, naufragou quando viajava com 1.310 passageiros e 104 tripulantes, além de 22 carros e 16 caminhões.

    Corpos foram vistos boiando no mar pelos helicópteros de resgate, assim com um bote salva-vidas com três pessoas, na região onde o navio Al Salam Boccaccio 98 --construído em 1970-- foi visto pela última vez pelos radares. Autoridades não souberam informar quantos corpos foram avistados.

    A Marinha britânica enviou nesta sexta-feira um navio de guerra à região do mar Vermelho para ajudar nas operações de resgate. Um porta-voz da Marinha disse que o HMS Bulwark navega rumo à área da tragédia, ocorrida a cerca de 96 quilômetros de Hurghada, 400 quilômetros ao sudeste do Cairo.

    Fontes do Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido disseram hoje que, por enquanto, não há informações sobre a presença de britânicos na embarcação que naufragou.

    Reuters
    Imagem mostra o navio Al Salam 98 que naufragou no Egito com 1.400 pessoas a bordo
    Quatro embarcações egípcias foram enviadas ao local para resgatar os sobreviventes, afirmou o ministro egípcio dos Transportes, Mohammed Lutfy Mansour, à rede de TV americana CNN, pouco depois que o naufrágio do navio foi anunciado.

    "A Guarda Costeira está fazendo todo o possível para resgatar as pessoas", afirmou Mansour.

    Questionado a respeito da segurança do navio, Mansour afirmou que a embarcação "possuía os requerimentos de segurança necessários." Segundo ele, o número de passageiros a bordo estava abaixo do máximo permitido.

    Desaparecimento

    O navio desapareceu dos radares pouco depois de partir do porto saudita de Dubah, às 19h (15h de Brasília) desta quinta-feira, segundo autoridades marítimas. A embarcação deveria chegar ao porto egípcio de Safaga às 3h (23h de Brasília). Dubah e Safaga se localizam em lados opostos do mar Vermelho.

    A embarcação pertence à companhia egípcia Al Salam Maritime Transport e alguns dos passageiros seriam peregrinos que voltavam da hajj [peregrinação a Meca, que é um dos cinco pilares do islã], que acontece anualmente.

    Um navio que pertencia à mesma companhia-- que também transportava peregrinos-- colidiu com um navio de carga no canal de Suez em outubro último, causando pânico entre os passageiros. Duas pessoas morreram e outras 40 ficaram feridas.
    tags: , ,
    publicado por cm30ativo às 11:02
    link do post | favorito

    DICAS DICAS 01

    Sejam Bem-Vindos!!!

    23 Coisas que não se pode morrer sem saber... 

    01- O nome completo do Pato Donald é Donald Fauntleroy Duck.
    02- Em 1997, as linhas aéreas americanas economizaram US$40.000 eliminando uma azeitona de cada salada.
    03- Uma girafa pode limpar suas próprias orelhas com a língua.
    04- Milhões de árvores no mundo são plantadas acidentalmente por esquilos que enterram nozes e não lembram onde eles as esconderam.
    05- Comer uma maçã é mais eficiente que tomar café para se manter acordado.
    06- As formigas se espreguiçam pela manhã quando acordam.
    07- As escovas de dente azuis são mais usadas que as vermelhas.
    08- O porco é o único animal que se queima com o sol além do homem.
    09- Ninguém consegue lamber o próprio cotovelo, é impossível tocá-lo com a própria língua.
    10- Só um alimento não se deteriora: o mel.
    11- Os golfinhos dormem com um olho aberto.
    12- Um terço de todo o sorvete vendido no mundo é de baunilha.
    13- As unhas da mão crescem aproximadamente quatro vezes mais rápido que as unhas do pé.
    14- O olho do avestruz é maior do que seu cérebro.
    15- Os destros vivem, em média, nove anos mais que os canhotos.
    16- O "quack" de um pato não produz eco,e ninguém sabe porquê.
    17- O músculo mais potente do corpo humano é a língua.
    18- É impossível espirrar com os olhos abertos.
    19- "J" é a única letra que não aparece na tabela periódica.
    20- Uma gota de óleo torna 25 litros de água imprópria para o consumo.
    21- Os chimpanzés e os golfinhos são os únicos animais capazes de se reconhecer na frente de um espelho.
    22- Rir durante o dia faz com que você durma melhor à noite.
    23- Aproximadamente 70 % das pessoas que lêem este texto, tentam lamber o cotovelo!!!

    Podemos dizer que a Sala é a divisão mais convidativa às alterações na decoração de uma casa. É no fim de contas, a responsável pela atmosfera de toda a habitação.

    Se o Hall é o cartão de visita, a Sala é o nosso espaço social por excelência que reflecte a nossa personalidade gostos e modos de estar, tal como o modo como nos apresentamos.

    Assim, antes de mudar qualquer objecto ou alterar a sua decoração, observe bem a característica do espaço, o mobiliário, e os acessórios.

     

     

    Os aspectos principais que deve ter em conta são:

    Considerar as vezes que a Sala é utilizada e a que horas do dia, se junta as duas funções Sala de Jantar e de Estar, depois o tipo de luminosidade e em que altura do dia é mais intensa e directa e por último a dimensão do espaço.

     

    • Assim, para uma Sala Comum, que seja utilizada diariamente ao Jantar e frequência da Sala de Estar ao serão, com luminosidade directa ao fim do dia com uma configuração rectangular e de aproximadamente 30m2, damos-lhe algumas sugestões de como separar as duas áreas com os equipamentos que tem em casa.

       

    • Mude a Sala de Jantar para a zona da Janela que recebe a luz ao fim do dia, assim poderá desfrutar de alguns jantares ao cair do dia, esta situação só não se justifica em caso de ficar muito distante da cozinha, de seguida se tiver uma estante que encoste à parede, sem fundo e de ilhargas laterais e com bom travamento, coloque-a transversalmente com a frente virada para a Sala de Estar.

       

    • Quanto ao fundo se não for acabado pinte-o, preencha-a com bibelôs, pequenas plantas e livros, do lado da Sala de Estar e junto a esta poderá ficar uma chaise long com uma mesa. Deste modo tem as duas salas perfeitamente separadas e ainda criou um espaço de leitura, fora do âmbito do convívio.

       

    • Se o caso não se aplica, pode fazê-lo retirando o aparador da parede e junta-lo às costas de um Sofá que ficará destacado da restante sala, sobre o aparador escolha uma sequência de peças de vidro, altas e de cores contrastantes e terá do mesmo modo a separação das salas.

       

    • Os restantes pormenores decorativos, vão completar a nova disposição tais como: a pintura de algumas paredes e neste caso como a Sala de Estar é mais utilizada à noite está à vontade para qualquer cor, no entanto sugerimos os tons terra, porque não torna o espaço sombrio, contrastam bem com qualquer outra cor que tenha nos sofás ou cortinas e joga sempre bem com os vidros e madeiras.


    Pegue o Simulador de Navegação depois de se Registar na Empresa: Download

     

    Saiba tudo sobre as Melhore Empresa, que te Paga para você navegar
     


    Tenha mais detalhes...
     

    COMO FUNCIONA???
    Repetindo totalmente gratuito... Você se regista depois faz o download de um pequeno programa, então você será pago para ver pequenas propagandas enquanto navega, sem interferir de maneira alguma na sua navegação ou velocidade!!!

    Quanto Ganho???
    Você Simplesmente Ganha pontos enquanto estiver navegando com a barra de propagandas, e o melhor não Há Limite de Tempo! então não há limite de ganho, depende só de você. Clique em Uma das Empresas e Saiba Quanto Elas te Pagam!

    Como Recebo o Dinheiro? Clique Aqui e Veja o Cheque de uma das empresas
    Você Recebe um Cheque Pelo Correio de Acordo com seus Pontos, Se Você navegar 40h por mês você ganha em torno de 44 Dólares (em euros seria quase o mesmo), e você poderá trocá-lo em Bancos ou em casas de câmbio, sem problema algum.... Simples, Fácil e Lucrativo!!!

    Qualquer Pessoa Pode se Registar? Quando Posso Começar ?
    Qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo. E você Pode Começar Agora mesmo, é efectuar seu cadastro e fazer o download da barra de Propaganda após o seu cadastro.

    Como faço para me associar?
    É bom lembrar, que associando-se nas empresas deste site, você não assume qualquer compromisso e nunca precisará comprar nada. REGISTE-SE JÁ!!!


    "Não Perca Esta Novidade (100% grátis)" Ganhar Dinheiro Enquanto Navega pela Internet !!!


    Agradecemos a sua visita (Fique à vontade)

    tags: ,
    publicado por cm30ativo às 10:29
    link do post | favorito

    ANTIGUIDADES ANTIGUIDADES 01

     

      

         

    Desde o inicio dos tempos, que os móveis
    fazem parte da nossa vida, transformam as
    casas em lares e guardam as nossas
    Lembranças.

    Clique aqui para ampliar
    Exemplo de um trabalho de emolduramento realizado pela AntiquusMania

    Julho/Agosto

    A AntiquusMania tem um novo serviço para oferecer aos seus clientes. A partir de agora pode mandar emoldurar os seus leques na nossa loja. Agora pode ter os seus leques à vista e devidamente protegidos. Além deste serviço ainda possuímos um gabinete de limpeza e restauro de leques para que possa recuperar as suas relíquias que tanto estima, tudo isto por um preço imbatível com orçamentos gratuitos pessoalmente ou por e-mail.

    Onde Estamos

    À saída de Cascais na Estrada do Guincho encontra a Casa da Guia, o mais inovador conceito comercial na área de decoração e design.

    No interior da esplendorosa casa do século XIX totalmente remodelada, estão conceituadas lojas de decoração, mobiliário, peças decorativas, arte e antiguidades.

    O exterior é uma zona de lazer por excelência, com dois hectares de uma cuidada área verde, onde os restaurantes, esplanadas e um anfiteatro, são perfeitos miradouros para usufruir uma vista deslumbrante sobre o Oceano.

    Clique aqui para ampliar a vista aérea

    Julho / Agosto

    A AntiquusMania tem um novo serviço para oferecer aos seus clientes. A partir de agora pode mandar emoldurar os seus leques na nossa loja. Agora pode ter os seus leques à vista e devidamente protegidos. Além deste serviço ainda possuímos um gabinete de limpeza e restauro de leques para que possa recuperar as suas relíquias que tanto estima, tudo isto por um preço imbatível com orçamentos gratuitos pessoalmente ou por e-mail.

     

    publicado por cm30ativo às 09:56
    link do post | favorito

    VIDA VIDA 01

    tempo de amanhecer

    A noite invade-me
    de tantas maneiras
    e muito
    muito para lá da minha pele
    quer encontrar
    essa criança escondida
    na evasão
    dos olhos fechados.
    A noite ainda procura
    sonhos indecisos
    que me olham por cima do ombro.
    A noite traz-me
    preso por velhas glórias
    como o desfile silencioso
    de soldados de chumbo.

    Esta noite que me enche, inadvertido,
    não quer ser outra coisa.
    Apenas a tela dos medos futuros
    decorada em azul.
    Esta noite que me ama
    não me traz promessas
    nem conforto algum.
    Nem palavras
    nem destinos
    nem caminhos
    para percorrer.

    Esta noite
    não me leva a lado nenhum.

    Basta!
    É tempo de amanhecer.
    publicado por cm30ativo às 09:15
    link do post | favorito
    Quarta-feira, 2 de Agosto de 2006

    ARKEOLOGIA ARKEOLOGIA 01

     

    GLOSSÁRIO

       ACERTAR O CORTE – Acção de bater com a picareta na cabeça do Arqueólogo que se posicionou atrás em atitude cusca (há sempre um, pelo menos).

    ACOMPANHAMENTO DE OBRA – Ficar do outro lado da moita para quem está a “mandar o fax”, não ser apanhado “com as calças na mão”.

    AMESTRADO – Como o próprio nome indica, trata-se de um arqueólogo antes de concluir o mestrado.

    ARQUEÓLOGO – Categoria profissional que se distingue por exibir um grau extremo de “cusquitis macabrus” . É capaz de passar meses a esgravatar na terra só para saber da vida de pessoas que já morreram há muito tempo. Para um arqueólogo, só uma coisa o pode desviar desta doentia actividade: tentar saber da vida de outro arqueólogo.

    BÁCULO – Leitão num Restaurante Chinês.

    BIFACE – Existem alguns na comunidade arqueológica, como em todas as profissões (normalmente chamados de vira-casacas ou troca-tintas). Para os nossos apaixonados, ingénuos e honestos arqueólogos fica o aviso: "Cuidado! Um golpe de Biface pelas costas pode matar!!!".

    BRONZE FINAL – Praia de Monte Gordo por volta das três da tarde. CERÂMICA BÉTICA – Cerâmica produzida na zona de Cascais, antes da invenção dos chás de caridade, dos tapetes de Arraiolos e das festas do Jet-Set.

    CERÂMICA CAMPANIFORME – Cerâmica que, na sua génese, era suposto ter a forma de uma campa. No entanto, por manifesta falta de jeito dos artesãos (só conseguiam formas arredondadas) e de paciência dos chefes das tribos, acabou por ficar com a forma com que hoje a vamos encontrando.

    CERÂMICA CARDEAL – Cerâmica de rara qualidade, o seu uso só era permitido às altas individualidades do clero.

    CERÂMICA COMUM – Todo o fragmento de cerâmica que, ao ser encontrado por um arqueólogo, é enquadrado na classe “que raio de bosta é esta?”. CERÂMICA SIGILLATA – Cerâmica feita em segredo. CERÂMICA VIDRADA – Cerâmica inventada pelos Árabes, era produzida após inalação de substâncias ”inebriantes”.

     CONGRESSO – Ritual arqueológico que engloba dois espaços: Auditório – Área de entretenimento em que se paga para ver concursos de ofensas entre Arqueólogos; Corredores – Zona muito mais frequentada onde, nos intervalos da cusquice, por vezes se fala de Arqueologia.

    CORDA SECA PARCIAL – Corda húmida.

     CORDA SECA TOTAL – Corda podre. COTAS - ...são cotas! CUSQUICE – Espécie de relatório de escavação mas que difere deste no seguinte: é publicado diariamente; chega a toda a comunidade arqueológica em menos de um dia; interessa a todos os Arqueólogos e não consta que haja algum em atraso.

     DEFINIR CAMADA – Perguntar a um Arqueólogo o que bebeu na noite anterior. ENTESAR – Acto de elaborar uma tese.

     ESTAÇÃO TOTAL – Espaço de tempo que decorre entre um Solstício e um Equinócio e vice-versa. ESTUDO DE IMPACTO – Tarefa executada por Arqueólogo quando quer testar a quantidade de pancada que aguenta.

    ESTUDO DE MATERIAIS – Acção desenvolvida pelos Arqueólogos no primeiro dia de campanha, à medida que vão chegando os voluntários.

    FRACTURA RECENTE – Aspecto da cabeça de um Arqueólogo logo após o "acerto do corte" (ver acima).

    FÓSSIL DIRECTOR – Termo que designa certos directores de escavação que, devido à sua idade avançada, passam os dias de escavação (nas raras ocasiões em que vão ao campo) sentados à sombra (numa cadeirinha desmontável que trouxeram de casa) a “comandar as operações”. I

    NSEMINAR – Embrenhar-se na feitura do famigerado “trabalho de seminário”. I.P.A. - (Instituto Paleo-Arqueológico) - Estrutura administrativa regida por sua vez pelo C.I.P.A (Controle do Instituto Paleo-Arqueológico). 

    LASCA – Com um pouco de sorte, há sempre pelo menos uma na escavação. No entanto, no caso deste apreciado "artefacto", o processo normal de "trabalho" sofre algumas alterações. Dito isto, aqui fica o encadeamento cronológico usual nestas situações:             1 – Estudo de materiais (esta fase pode ser aproveitada para tirar as medidas e cotar a “peça”)       

          2 – Aquisição de conhecimentos (se necessário, recorrer ao uso de um precioso auxiliar de estudo: a “mine”)       

          3 – Marcação (cuidado com o verniz)       

          4 – Colagem (esta é uma fase muito delicada pois o uso de demasiada cola pode provocar rejeição)           

      5 – Isolamento do “artefacto” (há várias opções possíveis: um passeio pelo campo, uma noite de insónia, uma indisposição à hora de ir para os copos, etc.)           

      6 – Verificação da qualidade do material (a técnica mais usada é a “apalpação”)          

       7 – Escavação (o valor do “artefacto” requer grande perícia no uso do pincel)            

     8 – Remontagem (como é óbvio, depende do sucesso da fase anterior) Nota: Este método, apesar de muito experimentado, não dá quaisquer garantias de sucesso devido à especificidade do material, cujas características podem mudar a qualquer momento, e ao facto de os vossos conhecimentos arqueológicos, por muito sólidos e fundamentados que sejam, não serem de todo para aqui chamados. LICENÇA SABÁTICA – Artifício administrativo que permite a um professor ficar livre dos alunos por uns tempos. Este nome quer dizer que “passa a ser Sábado todos os dias” (é por isso que nunca ninguém ouviu falar de uma “Licença Segundafeirica”).

     MIGÁSTZIO – Expressão utilizada sempre que um Arqueólogo encontra um fragmento de cerâmica.

    NÍVEL – Vai baixando à medida que dois Arqueólogos vão conversando.

    PICO - Gosta de ser agarrado por trás com força e atirado de encontro à parede ou ao chão. Nessas alturas entra em estado de grande excitação e é até capaz de fazer tudo em cacos. Pode tornar-se perigoso para um arqueólogo se o apanhar pelas costas mas não representa grande ameaça para as arqueólogas que, embora por vezes com pena, nunca poderão desfrutar de todos os seus atributos. PINCEL – Utensílio de escavação de formato alongado, mais largo numa das extremidades. Pode apresentar tamanhos maiores ou mais pequenos e algumas variantes no formato, mas no fundo, servem todos para o mesmo. É frequente, numa escavação, os arqueólogos usarem o pincel do vizinho do lado. No entanto, cada um sabe onde está o seu e gosta de o ter sempre à mão.

    P.N.T.A. - Projecto de trabalhos arqueológicos cuja sigla significa: "Para Não Ter Apoio". Muitos arqueólogos, talvez por não estarem ao corrente deste facto, queixam-se de nunca lhes ser atribuído subsídio para os seus trabalhos de investigação, atribuindo as culpas ao IPA (ver acima). Meus amigos: estão no projecto errado! Candidatem-se já ao programa

     P.T.R.D.C.C.F.V.E.U.M.P.A. (Para Ter Rios de Dinheiro, Comprar Carros, Fazer Viagens e Escavar Um Mês Por Ano). Não sabem como se concorre? Eu também não! Se soubesse, acham que estava aqui fechado em casa a escrever estas coisas!?

    RELOCALIZAÇÃO – Tarefa executada por coleccionadores com detector de metais. As peças localizadas nos sítios arqueológicos, passam a localizar-se em casa dos próprios.

    REMONTAGEM – Acontece quando dois (ou mais) Arqueólogos se encontram e confrontam as cusquices na tentativa de descobrir qual das versões (normalmente tantas quantos os presentes) é a autêntica.

    RE-MONTAGEM – Coitus interruptus interruptus. SIGLA – Designação referente à utilização de iniciais de modo a simplificar a articulação de certas designações assaz complicadas. Seguem-se algumas siglas que vêm tornar mais fácil e acessível o acesso à hermética linguagem dos arqueólogos:

    M.N.V.C. – Massa Nuclear Volumetricamente Conformada (vulgo Núcleo)

    P.L.C.V. – Produto Lascivo de Conformação Volumétrica (vulgo Lasca)

    D.E.C.V. – Detrito Estilhaçóide de Conformação Volumétrica (vulgo Esquírola)

    U.E.F.F.R. – Utensílio de Extremidade Formatada para Função Raspante (vulgo Raspadeira)

    R.U. – Reconformação Utensilizante (vulgo Retoque)

     P.L.C.V.R.U. – Produto Lascivo de Conformação Volumétrica com Reconformação Utensilizante (vulgo Lasca Retocada) U.E.F.F.R.S.P.L.C.V.R.U. – Utensílio de Extremidade Formatada para Função Raspante Sobre Produto Lascivo de Conformação Volumétrica com Reconformação Utensilizante (vulgo Raspadeira sobre lasca retocada)

     VIRIATO – Alcunha dada a um guerreiro da antiguidade, de seu nome Manel Jaquim (vulgo “Blé”), quando tentou explicar aos seus companheiros de armas uma nova técnica de amarrar os prisioneiros por si inventada (viro-e-ato).   Topo da página   CURIOSIDADES:   O MELHOR SÍTIO PARA UM ARQUEÓLOGO DORMIR – Durante a defesa da tese de outro Arqueólogo. ZONA DA ESCAVAÇÃO COM MAIOR DENSIDADE DE MATERIAIS – O quadrado do lado. O CACO ESTÁ SEMPRE exactamente no sítio onde vai bater o pico. O MELHOR MOMENTO DA ESCAVAÇÃO – A “mine” entre o campo e o banho. O PIOR MOMENTO DA ESCAVAÇÃO – O banho. FRASES ESTRANHAS QUE PODEM SER OUVIDAS NO DECORRER DE UMA ESCAVAÇÃO:     "Sai do meu buraco"     "Já meti o dedo onde não devia"     "Empresta-me o teu mija-mija"     "Tenho aqui uma coisa dura"     "Eu vejo a tua e tu depois vês a minha"     "Posso usar o teu pincel?"     "Quem é que partiu o pico?"     "Tira-me as medidas"     "Fazer uma raspagem"     "Levantar o morto"     "Pôr o menir em pé"     "Cotas novas"     "Cota na pedra" (outras cotas possíveis: "cota no caco"; "cota na chapa"; "cota na brasa"; etc.)     "Baixa o nível" (ou "sobe o nível")     "Quem é que me partiu o maxilar?"     "Tenho um gajo enterrado aqui no meio"     "O teu buraco está cheio de terra" (Resposta: "Quem é que tem terra no buraco!?"     "Já Bolhei o nível!" (Resposta: "Eh pá, então seca-o depressa e, já agora, assoa-te!")     "Está aqui uma folha de loureiro!" (Resposta: "Olha, apanha que o jantar hoje é bife!")     "Isto é um achado isolado!" (Resposta: "Então parte-o! Sempre ficam dois achados acompanhados!") Um arqueólogo marinho australiano julga ter descoberto uma nau portuguesa afundada em 1583 no estreito de Malaca durante uma batalha naval. Em declarações ao diário "The Star" de Kuala Lumpur, Michael Flecker, muito conhecido pela suas explorações arqueológicas na região, afirma ter feito a descoberta no ano passado mas não revelou a sua localização para evitar que fosse alvo de pilhagens. Flecker garante que o navio se encontra entre Pulau Upeh e Pulau Panjang, uma faixa marítima pertencente à Malásia, onde diz ter encontrado outras duas embarcações cuja antiguidade está ainda por estabelecer. Quanto à nau portuguesa, o arqueólogo presume que possa ter sido comandada por Luís Monteiro Coutinho e afundada durante um combate naval com navios de Achém (Aceh, Indonésia). O arqueólogo, que detectou os navios afundados com tecnologia sonar e confirmou a descoberta com mergulhos, documenta o achado com uma série de fotografias de canhões, balas, ossos de animais e várias peças quebradas de porcelana da dinastia Ming. Flecker, que planeia recomeçar em breve as suas prospecções, admite que a zona seja uma espécie de "cemitério" que contenha mais naves. Espera que, a partir delas, se possa conhecer melhor o papel desempenhado no passado pelo estreito de Malaca - que liga o oceano Índico ao Mar da China meridional e é partilhado pela Malásia, Indonésia e Singapura - e por Portugal, que conquistou o território em 1511. Cabe agora ao Governo da Malásia aprovar a continuação das explorações dentro das suas águas territoriais e Frecker disse ter apresentado relatórios das suas descobertas ao governo de Kuala Lumpur. Na capital da Malásia, o ministro da Cultura, Artes e patrimómio, Datuk Seri Rais Yatim, confirmou ter conhecimento da descoberta e do progresso das prospecções.

    publicado por cm30ativo às 09:56
    link do post | favorito

    PASSADO PRESENTE FUTURO 01

    http://desastretotal.blogspot.com/

     8/4/2006 - Novos Conteúdos Adiconados (Galeria de Fotos) (Novo) A Galeria de Fotos está finalmente online com fotografias relativas a diversas temáticas relacionadas com Vila Chã da Beira. A galeria apresentada encontra-se em fase experimental e conta nesta fase com um número reduzido de imagens obtidas recentemente. 19/2/2006 - Aniversário do Falecimento do Pe. Julián Butrón Vai realizar-se no próximo dia 5 de Março do corrente ano, a comemoração do aniversário do falecimento do Pe. Julián Butrón. O Grupo de Cantares "O Cancioneiro", irá ter um papel activo nas festividades, abrilhantando a missa solene que se realizará da parte da manhã. 19/2/2006 - Novos Conteúdos Adiconados Foi adicionada a informação em falta nalguns tópicos da secção "Roteiro". 1/1/2006 - Bom Ano de 2006 O grupo de cantares "O Cancioneiro", deseja a todos os visitantes um excelente ano de 2006. 25/12/2005 - Feliz Natal São os votos do grupo de cantares "O Cancioneiro". 19/11/2005 - O site Vila Chã da Beira Online está disponível A página, foi finalmente publicada e posta à disposição de qualquer cibernauta em qualquer parte do Mundo.

    publicado por cm30ativo às 09:51
    link do post | favorito

    TV TV 01

    http://www.mariajoaobastos.com/ http://www.isabelfigueira.com/ http://fernandorocha.do.sapo.pt/ http://ricardopereira.com.sapo.pt/ http://www.monica.onfashion.pt/ http://www.alexandreferreira.blogspot.com/ http://www.joanasolnado.cjb.net/ http://sofiaparicio.blogs.sapo.pt/ http://www.alexandralencastre.pt.vu/ Lusomundo Action, dia 2 às 21h30 Simon Sez - Agente Implacável A filha de um executivo rico é sequestrada. O pai recorre a um antigo companheiro da Interpol que lhe parece adequado para o caso. Lusomundo Gallery, dia 2 às 21h00 Kafka Kafka é empregado numa grande empresa de correctores. Em paralelo pertence a um grupo de anarquistas, o que o coloca no centro de uma complexa intriga política. Lusomundo Premium, dia 2 às 22h00 O Lado Bom Da Fúria Uma dona de casa abandonada pelo marido despeja o seu mau humor nas quatro filhas e inicia uma ligação com um vizinho. Veja aqui o trailer IC Querido, Mudei a Casa! Conheça quem vai ser responsável pelas futuras mudanças... SIC Levanta-te e Ri Cuidado! Alguns comentários soam muito mal! SIC Floribella Aprende a coreografia da Floribella e dança com ela! Media e TV Notícias SIC volta a liderar 16 meses depois in DN MTV ou "Madonna TV" faz hoje 25 anos in JN Gravações de 'Morangos' suspensas por Dino ANBP suspendeu hoje as gravações da novela Morangos com Açúcar por causa da morte, domingo de madrugada, num acidente de viação, do actor Francisco Adam (ver página 30), Dino na novela que a TVI exibe actualmente em prime time. A informação, avançada ao DN pelo porta-voz da TVI, António Monteiro Coelho, era até ontem, ao fecho desta edição, o pouco que a mesma estação podia avançar, tal era o estado de choque em que todos se encontravam: TVI, equipa de actores da novela e as produtoras NBP e Casa da Criação. Conhecido pelo seu papel de Dino na novela campeã de audiências na estação de Queluz de Baixo, Francisco Adam, de 22 anos, morreu às 03.50 na sequência de um acidente com o automóvel que conduzia, segundo revelou a Brigada de Trânsito. Do mesmo acidente, na Estada Nacional 118, em Alcochete, resultaram mais dois feridos graves. Maria Henrique, da Casa da Criação, remeteu todas as declaração para hoje, designadamente a revelação do rumo que a história dos Morangos irá seguir, agora que se vê privada da personagem Dino, já com uma legião de admiradores. Por seu turno, o porta-voz da TVI disse ao DN que a estação irá manter a exibição dos episódios em que Francisco Adam participa, até "porque esta é uma forma de homenagear o actor". E assim foi. Francisco Adam entrou em acção ontem no episódio especial de domingo de Páscoa, quando "Fred convida Susana para o almoço de Páscoa em sua casa e Susana aceita, sentindo-se da família. Quando chega, oferece amêndoas a Dino e este fica emocionado. Dino prepara-se para entrar na arena e participar na garraiada. Ao pé dele estão Crómio, Fera e Tomé. Dino finge torcer o pé para não entrar, mas os amigos percebem e empurram-no..." Há mais de um ano a encarnar Dino, o rapaz que nunca "stressa", Francisco Adam iniciou-se no mundo da moda, onde até ontem tinha presença na Elite Portugal. Durante quatro anos deu a cara em várias campanhas de publicidade. Fez um workshop em representação, seguiu-se o casting para os Morangos. Segundo a TVI, morreu sem realizar o sonho de fazer teatro.
    publicado por cm30ativo às 09:26
    link do post | favorito
    Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

    MUNDO MUNDO 01

    :: Mapas Mundi (preferiblemente a gran resolución) :: Mapa nocturno a gran resolución (2400x1200 pixels, 534KB) Planisferio político a gran resolución (3004x1296 pixels, 470KB) Mapa mundi político a gran resolución (5500x2800 pixels, 1'42MB) Sistemas judiciales en el mundo (Constitutional Justice) Regiones culturales de la Tierra (Datos de 2001) Minas de plutonio en el mundo (Homestake Locations) :: Mapas de zonas y regiones del mundo :: South América (Mapa de Sudamérica) Latino América (Mapa político) :: Otros Lugares del Mundo en Andy21.com :: Spain/España en Andy21.com (Información sobre las provincias de España) Málaga (España) en Andy21.com (Todo sobre Málaga, Mapas, Links, Info, etc...) Torremolinos, MALAGA (España) en Andy21.com (Ejemplo de reportaje digital) Benalmádena, MALAGA (España) en Andy21.com (Algunos mapas interesantes) Uruguay en Andy21.com (Todo sobre Uruguay, Mapas, Links, Info, etc...) Argentina en Andy21.com (Todo sobre Argentina, Mapas, Links, Info, etc...) Brasil en Andy21.com (Todo sobre Brasil, Mapas, Links, Info, etc...) Londres (Inglaterra) en Andy21.com (About Londres, Mapas, Links, etc...) :: Algunos Enlaces de Interés :: Página de Mapas (Principales mapas del mundo)
    publicado por cm30ativo às 12:20
    link do post | favorito

    .mais sobre mim

    .pesquisar

     

    .Novembro 2010

    Dom
    Seg
    Ter
    Qua
    Qui
    Sex
    Sab
    1
    2
    3
    4
    5
    6
    7
    8
    9
    10
    11
    12
    13
    14
    15
    16
    17
    18
    19
    20
    21
    22
    24
    25
    26
    27
    28
    29
    30

    .posts recentes

    . INDÍCE

    . RAPAZ ACTIVO DOTADO MASSA...

    . H/M MASSAGEM PROFISSIONAL

    . RAPAZ DE CLASSE E NÍVEL, ...

    . A ARTE DE SERES FELIX

    . homossexualidade descrimi...

    . imobiliaria, aliga-se

    . MEGA INDICE

    . INFINITI

    . VOAR VOAR 01

    . EMOTICON EMOTICON 01 01

    . FILOSOFIA FILOSOFIA 01

    . ALUCINANTE ALUCINANTE 01

    . NATAL NATAL 01

    . SONHOS SONHOS 01

    . INFORMATICA INFORMATICA 0...

    . MAR MAR 01

    . DICAS DICAS 01

    . ANTIGUIDADES ANTIGUIDADES...

    . VIDA VIDA 01

    . ARKEOLOGIA ARKEOLOGIA 01

    . PASSADO PRESENTE FUTURO ...

    . TV TV 01

    . MUNDO MUNDO 01

    . GERAL GERAL 01

    . CHAT 01

    . CDS DVDS 01

    . LAZER LAZER 01

    . ESCOLA ESCOLA 01

    . JORNAIS REVISTA 01

    . MUSICA VIDEOS 01

    . VER FOTOS KUADROS 02

    . WMDDPGTJA 963374852 01

    . SAUDE SAUDE 01

    . RELAÇÕES PUBLICAS UTIL 01

    . CULINARIA CULINARIA 01

    . VER FOTOS KUADROS 01

    . WWW WWW 01

    . MOTORES DE BUSCA PT 01

    . JOGOS GAMES 01

    . ANEDOTAS 01

    . PROGRAMAS WEB 01

    . SMS SMS 01

    .arquivos

    . Novembro 2010

    . Fevereiro 2009

    . Fevereiro 2007

    . Novembro 2006

    . Agosto 2006

    . Julho 2006

    . Junho 2006

    .tags

    . todas as tags

    .favorito

    . Finalmente...

    . Crónica de um louco senti...

    . ...

    . Sempre a surpreender...

    . cuidado com a lingua

    . ...

    . Agressões gay

    . Na sauna!

    .links

    blogs SAPO

    .subscrever feeds